Saúde

No Dia de Combate ao Câncer, médicos alertam para prevenção e diagnóstico precoce

O objetivo da data é informar as pessoas sobre a doença: câncer de mama e próstata são os mais comuns

Brasil de Fato | Porto Alegre |
Se tratado em fase inicial, as chances de cura do câncer de mama, tipo mais comum entre mulheres no Brasil, chegam a 99%
Se tratado em fase inicial, as chances de cura do câncer de mama, tipo mais comum entre mulheres no Brasil, chegam a 99% - Divulgação/ EBC

O dia 27 de novembro é o Dia Nacional de Combate ao Câncer, criado por iniciativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA). Segundo dados estatísticos do Instituto, o tipo de câncer com maior registro de novos casos no Brasil é o de mama, em mulheres, com mais de 66,2 mil casos estimados no triênio 2020/2022, o que representa 29,7% do total. Em seguida aparece o câncer de próstata, em homens, com mais de 65,8 mil casos estimados, ou 29,2%

Sobre as medidas de prevenção aos mais variados tipos de cânceres, Carlos Eugênio Escovar, diretor médico do Hospital Santa Rita em Porto Alegre, referência na área oncológica, explica que manter um estilo de vida saudável é a melhor forma de se evitar a doença. “Inúmeros estudos comprovam que uma alimentação saudável e a atividade física podem diminuir em até 30% o risco de alguns tipos de câncer, como cólon e mama”, explica o médico.

Leia mais: Novembro azul: sem sintomas, exame é a melhor prevenção contra câncer de próstata

Não fumar, beber com moderação e se manter dentro da faixa de peso ideal também são apontados por Escovar como essenciais na prevenção à doença. Segundo ele, o que auxilia os pacientes durante o tratamento é a manutenção de uma postura positiva com relação ao mesmo, bem como o apoio familiar e os cuidados com a saúde.

De acordo com o oncologista, o Santa Rita realiza mais de 2 mil cirurgias por ano e contabiliza números bem altos de pacientes em tratamento: são mais de mil casos de câncer de mama registrados por ano, cerca de 600 casos de câncer de pulmão e aproximadamente 400 casos de câncer de cólon.

Ao tratar, de forma específica, sobre outro tipo de câncer, o de estômago (que já acometeu mais de 13,3 mil homens e 7,8 mil mulheres no Brasil em 2020), a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre tratou cerca de mil casos deste tipo nos últimos 15 anos e possui 40 pacientes em tratamento no momento, de acordo com Antônio Carlos Weston, cirurgião do hospital e Presidente da Associação Brasileira de Câncer Gástrico (ABCG).

A Santa Casa coordena, em parceria com a ABCG e o Hospital de Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), um estudo multicêntrico sobre o câncer de estômago. De acordo com Weston, “este estudo vai colaborar de forma decisiva para o melhor combate a esta grave doença porque vai nos mostrar onde existe uma frequência maior de casos”. Segundo ele, tal fator possibilita a criação de uma política de prevenção direcionada às localidades com maior índice de pacientes com a enfermidade.

Leia também: Sem serviços locais, crianças com câncer do Norte e Nordeste são tratadas em SP

Conforme destaca o doutor, o maior obstáculo no tratamento do câncer gástrico é o diagnóstico realizado nas fases mais avançadas da doença. “Por isso é importante valorizar os sintomas precoces, como dor abdominal, emagrecimento, náuseas e vômitos após a alimentação”, destaca.

Tanto o câncer de estômago, quanto os demais tipos, são doenças graves que podem acometer qualquer pessoa. Porém, quando o diagnóstico é feito de forma antecipada, o tratamento se torna bem menos complicado. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), milhares de mortes podem ser evitadas por meio do diagnóstico precoce.

É importante olhar para este Dia Nacional de Combate ao Câncer como um motivador para a realização de exames de rotina, que possam identificar o possível surgimento de um tumor. Além disso, como um incentivo para manter hábitos de vida saudáveis, como uma boa alimentação e prática regular de exercícios, consideradas pelos médicos como essenciais na prevenção ao câncer.

Bate-papo encerra o Novembro Azul da Santa Casa

A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre realiza, na próxima segunda-feira (30), às 12h, um bate-papo virtual sobre a saúde do homem. A atividade integra o projeto Conversa com especialista, em que profissionais do complexo hospitalar tiram as dúvidas do público sobre diferentes temas da área da saúde enviadas em tempo real pelos espectadores.

Esta edição, que finaliza o Novembro Azul da Santa Casa, aborda os principais aspectos relacionados com a saúde do homem, sob o ponto de vista da urologia e da oncologia, principalmente. A atividade será conduzida pelo diretor médico da Santa Casa Antônio Kalil, e contará com a participação do diretor médico do Hospital Santa Rita – unidade de oncologia da Santa Casa – Carlos Eugênio Escovar, e do chefe do Serviço de Urologia da Santa Casa Ernani Rhoden. A Conversa com especialista será transmitida pelo Facebook e pelo canal do YouTube da Santa Casa.


:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato RS no seu Whatsapp ::

SEJA UM AMIGO DO BRASIL DE FATO RS

Você já percebeu que o Brasil de Fato RS disponibiliza todas as notícias gratuitamente? Não cobramos nenhum tipo de assinatura de nossos leitores, pois compreendemos que a democratização dos meios de comunicação é fundamental para uma sociedade mais justa.

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

Fonte: BdF Rio Grande do Sul

Edição: Rogério Jordão e Marcelo Ferreira