Eleições

Peru: Castillo apresenta plano de governo e promete convocar Assembleia Constituinte

Nova pesquisa mostra estabilidade nas intenções de voto e liderança do candidato de esquerda; pleito é no dia 6 de junho

|
Castillo apresentou plano de governo neste domingo - Reprodução/@PedroCastilloTe

Pedro Castillo, candidato à Presidência do Peru, apresentou neste domingo (16/05) seu plano de governo caso vença as eleições marcadas para o dia 6 de junho. O foco do candidato de esquerda é a convocação de uma Assembleia Constituinte.

Continua após publicidade

Para o candidato do Perú Libre, a atual Constituição prioriza o interesse privado sobre o interesse público, o lucro sobre a vida e a dignidade. A ideia, segundo ele, é permitir que os peruanos decidam “democraticamente” se querem ou não uma nova Carta Magna.

Continua após publicidade

Além disso, Castillo indicou que vai criar um conselho de cientistas e técnicos em saúde pública e pesquisadores para desenhar medidas de enfrentamento à pandemia. O programa inclui distribuição gratuita de oxigênio medicinal, implantação de leitos de UTI e vacinação gratuita para todos os residentes no país.

Continua após publicidade

Castillo, que lidera as pesquisas eleitorais e é favorito para ocupar a Casa de Pizarro, também promete um “relançamento da economia”. Entre as medidas para a reativação da economia, estão planos de subsídios em serviços básicos, uma política de emprego imediato e crédito acessível para promover a agricultura e as pequeno e médias empresas.

Continua após publicidade

:: Artigo | Como explicar a vitória de Pedro Castillo nas eleições no Peru ::

Pesquisas presidenciais no Peru

As pesquisas de opinião mais recentes apontam para uma consolidação do candidato do Perú Libre, e a interrupção do leve crescimento que sua oponente, a direitista Keiko Fujimori, vinha registrando em alguns levantamentos.

Segundo uma pesquisa do Instituto de Estudos Peruanos (IEP) realizada entre os dias 13 e 15 de maio e feita para o jornal La República, Castillo aparece com 36,5% das intenções de voto, o que representa uma oscilação positiva de 0,3 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, do dia 9.

Por sua vez, Keiko, filha do ex-ditador Alberto Fujimori, aparece com 29,6% das intenções, com uma oscilação negativa de 0,4 ponto percentual em relação ao levantamento anterior. Brancos e nulos somam 23,6% e a margem de erro é de 2,8 pontos percentuais.

Keiko continua com a maior rejeição, apesar de ela ter diminuído em oito pontos percentuais em comparação com a pesquisa do dia 9. Segundo o IEP, ela tem 47% de rejeição, contra 35% de Castillo. Ainda de acordo com o levantamento, 64,4% dos 1.246 entrevistados já decidiram seu voto.

*Com informações da Telesur.