JORNALISMO

Três reportagens jornalísticas do Brasil de Fato MG foram premiadas em Belo Horizonte

O jornal venceu na categoria rádio e levou o segundo e o terceiro lugares na categoria internet

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG) |
Wallace Oliveira recebeu o prêmio nesta semana - Divulgação / Brasil de Fato MG

Três reportagens do Brasil de Fato MG foram contempladas, na última semana, na segunda edição do Prêmio Sindibel de Jornalismo, promovido pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte.

A premiação escolheu as melhores produções jornalísticas sobre o serviço público municipal da capital mineira e servidores públicos durante a pandemia nas categorias de jornalismo impresso (jornal e revista), online, TV e rádio.

Segundo o sindicato, o objetivo da premiação é também fomentar a cobertura jornalística sobre o assunto, contribuindo para o melhor entendimento pela sociedade sobre direitos à saúde, educação, assistência social, segurança e saneamento.

A reportagem “Agentes Comunitários de Saúde e Combate a Endemias: fundamentais no combate à covid”, de Wallace Oliveira, levou o primeiro lugar na categoria rádio. Na categoria internet, o jornal levou o segundo e o terceiro lugares com as matérias “Condições de trabalho influenciam número de mortes dos profissionais de saúde”, de Larissa Costa e Raíssa Lopes, e “Servidores públicos do futuro: a geração que está se inspirando em você”, de Amélia Gomes e Rafaella Dotta.

Brasil de Fato MG agradece ao Sindibel e saúda todos os finalistas do concurso.

 

 

Fonte: BdF Minas Gerais

Edição: Larissa Costa