direitos sociais

Programa Bem Viver debate impactos e inconsistências do ‘novo Bolsa Família’

Bolsonaro entregou o projeto ontem ao Congresso Nacional porém sem especificar o valor do benefício

Ouça o áudio:

O Bolsa Família foi a 1ª etapa de implementação da Renda Básica de Cidadania, programa que ganhou reconhecimento internacional no combate à extrema pobreza e a fome. - Andre Felipe/ Folhapress
A expectativa é que o valor do auxílio gire em torno de R$ 285

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entregou ontem (9) ao Congresso Nacional o projeto do “novo Bolsa Família”, uam nova proposta de programa de transferência de renda para a população mais pobre, que se chamará Auxílio Brasil. Porém, dois pontos centrais na proposta ficaram de fora: o valor do benefício e de onde o recurso será retirado.

Por isso, a edição de hoje (10) do Programa Bem Viver ouviu especialistas para entender o que a população pode esperar do novo programa e da sua efetividade para combate a fome e pobreza, problemas sociais que cresceram vertiginosamente durante a pandemia do novo coronavírus.

O valor do benefício deve ser definido apenas em setembro. Em outubro o governo federal ainda pagará parcelas do Auxílio Emergencial e, segundo o governo, o novo benefício substituirá o auxílio. Bolsonaro afirmou que o valor deve ser no mínimo 50% maior do que o Bolsa Família, que atualmente está em R$ 189 reais. Assim, a expectativa é que o valor do auxílio gire em torno de R$ 285.

Mulheres nos esportes

Os Jogos Olímpicos terminaram no domingo (8), com a melhor participação da delegação brasileira na história das Olimpíadas e as mulheres também baterem recordes: mesmo com menos patrocínio e incentivo que os homens, elas alcançaram sua melhor marca, conquistando medalhas inéditas, fundamentais para a classificação geral do país no quadro de medalhas.

Outro recorte interessante sobre as conquistas brasileiras em Tóquio é a origem dos atletas. A delegação contou com 304 atletas, 47 deles eram nordestinos, sendo 29 mulheres e 18 homens. Os nove estados da região foram representados com pelo menos um atleta e, das sete medalhas de ouro que o Brasil conquistou, quatro foram de esportistas nordestinos. Se fosse um país, o nordeste teria mais medalhas que Espanha, Argentina e Portugal.

O potiguar Ítalo Ferreira conquistou o primeiro ouro e primeira medalha da história do surf em Olimpíadas, na estreia da modalidade nos Jogos. De Imperatriz (MA), a jovem Rayssa Leal, de 13 anos, abraçou uma medalha de prata no skate street.

Da Bahia também vieram alguns dos ouros brasileiros: de Ana Marcela Cunha na modalidade maratona aquática, de Isaquias Queiroz na canoagem e de Hebert Conceição no boxe. Nesse mesmo esporte, teve uma prata com a também baiana Beatriz Ferreira, que garantiu a última medalha no Brasil nas olimpíadas.

Indígenas denunciam Bolsonaro em Haia

A Associação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) protocolou uma ação no Tribunal Penal Internacional (TPI), órgão de Justiça das Nações Unidas (ONU), para denunciar o governo de Jair Bolsonaro por genocídio. É a primeira vez que uma organização indígena denunciou um presidente brasileiro no Tribunal de Haia.

O pedido foi feito ontem (9), baseado em relatório de 89 páginas que traz evidências de dois crimes previstos no Estatuto de Roma, tratado que estabeleceu a Corte Penal Internacional (CPI): acusação de crime contra a humanidade e “causar severos danos físicos e mentais e deliberadamente infligir condições com vistas à destruição dos povos indígenas”, ato classificado como genocídio.

A denúncia conta com relatos de lideranças e organizações, documentos oficiais, pesquisas acadêmicas e notas técnicas que, segundo nota da Apib, comprovam a execução de uma "política anti-indígena explícita, sistemática e intencional" desde o início do mandato de Bolsonaro, em 2019.

Barragens

Um talude de uma barragem de água da mineradora Itaminas se rompeu ontem (9) na cidade de Sarzedo, região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

O acidente deixou os moradores em alerta, já que desde 2019 o município convive com o risco de rompimento de três barragens de minério de propriedade da empresa. Segundo informações da Defesa Civil do município não há vítimas ou feridos.

Há mais de 60 anos a mineradora atua no município. Mas somente em 2019, após o crime em Brumadinho, cidade vizinha a Sarzedo, é que a empresa se comprometeu com os moradores de instalar sirenes na região. Até ontem a Itaminas sequer havia apresentado um plano de emergência para os moradores, caso as estruturas da empresa entrassem em colapso.

Em nota pública, a mineradora informou que o acidente desta segunda é “um escorregamento de aterro” e que não houve dano ambiental.

Medicina tradicional

O Instituto Cultural Padre Josimo, do Rio Grande do Sul, organizou uma forma de compartilhar dicas de saúde e ao mesmo tempo contribuir com projetos sociais: a organização lançou uma promoção para vender dois livros sobre saberes da medicina tradicional camponesa e todo valor arrecadado será investido em ações de solidariedade do grupo.

Estão a venda dois livros: “Ervas Medicinais” e “Tenha uma Farmácia em Casa”, escritos pelo frei capuchinho Wilson Zanatta. Os textos resgatam e sistematizam saberes camponeses tradicionais, passados de geração a geração.

Quem se interessar pelo material e quiser apoiar o projeto, pode enviar mensagem e whatsapp para (53) 9970 8225.


Confira os horários de transmissão do programa Bem Viver / Brasil de Fato

Sintonize

O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista.

Em diferentes horários, de segunda a sexta-feira, o programa é transmitido na Rádio Super de Sorocaba (SP); Rádio Palermo (SP); Rádio Cantareira (SP); Rádio Interativa, de Senador Alexandre Costa (MA); Rádio Comunitária Malhada do Jatobá, de São João do Piauí (PI); Rádio Terra Livre (MST), de Abelardo Luz (SC); Rádio Timbira, de São Luís (MA); Rádio Terra Livre de Hulha Negra (RN), Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), Rádio Onda FM, de Novo Cruzeiro (MG), Rádio Pife, de Brasília (DF), Rádio Cidade, de João Pessoa (PB), Rádio Palermo (SP), Rádio Torres Cidade (RS) e Rádio Cantareira (SP).

A programação também fica disponível na Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas: Spotify, Google Podcasts, Itunes, Pocket Casts e Deezer.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Sarah Fernandes