FIQUE LIGADO

Começa neste sábado (11) curso gratuito sobre crise ambiental e capitalismo

Renomados ativistas, pesquisadores e professores debatem a crise ambiental em quatro encontros

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
A ativista ambiental sueca Greta Thunberg disse nesta sexta (10) que os líderes brasileiros estão fazendo um papel "vergonhoso" em relação ao meio ambiente - Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A crise ambiental avança cada vez mais no mundo e se torna urgente debater os desafios, as ameaças globais e as saídas possíveis. Para aprofundar os estudos sobre o assunto, o Coletivo Internacional de Formação Política e a Assembleia Internacional dos Povos estão realizando a série de Seminários Capitalismo e Crise Ambiental.

O curso irá reunir especialistas de diferentes países em aulas que serão ministradas por professores, pesquisadores e ativistas, com dois seminários a cada etapa, um dirigido aos países localizados na região oeste do mundo e outro para os da região leste.

O primeiro seminário começa neste sábado (11) às 9h (horário de Brasília) com o tema “Ataque do capital ao meio ambiente”. O encontro irá abordar como a crise estrutural do capitalismo está afetando o meio ambiente, além do papel da financeirização das economias na dinâmica ambiental e a divisão internacional do trabalho e seu impacto sobre a questão ambiental. 

Leia mais: Pelo menos 750 mil pessoas tiveram conflitos na mineração em MG em 2020

Continua após publicidade

Para a região oeste do mundo, que é o caso do Brasil, a aula será com John Bellamy Foster, editor da Monthly Review e professor de sociologia na Universidade de Oregon (EUA), além de renomado pesquisador em economia política e sociologia ambiental. A transmissão será em inglês, com tradução ao espanhol e português. 

Já a transmissão na região leste do globo, o seminário será com Tejal Kanitkar, que é professora na Escola de Ciências Naturais e Engenharia do Instituto Nacional de Estudos Avançados, Bengaluru (Índia), além de engenheira mecânica especializada em planejamento e política energética e mitigação da mudança climática. 

A aula será transmitida às 9h de Acra (Gana), 10h de Túnis (Tunísia), 11h de Joanesburgo (África do Sul) e Madri (Espanha), 12h de Beirute (Líbano) e 14h45 de Katmandu (Nepal). Essa transmissão será em inglês com tradução ao árabe.

: Leia: Artigo | Saída do Brasil da Convenção 169: país irá pactuar com retrocesso em direitos humanos?

O curso conta com um total de quatro seminários, com duas horas de duração cada, sempre no segundo sábado de cada mês, até dezembro. O curso é direcionado para ativistas e dirigentes de organizações políticas e movimentos populares e aberto ao público geral interessado no tema.

Para participar dos seminários e discussões, é necessário se inscrever, gratuitamente, por meio deste formulário. 

Também é possível assistir às palestras pelos perfis em redes sociais da Assembleia Internacional dos Povos, da Alba Movimientos e do Pan Africanism Today.

 

 

Edição: Anelize Moreira