festas

Brincadeiras com primos, comida gostosa e pessoas queridas. Radinho BdF reúne o melhor do Natal

Espírito natalino, história do Papai Noel e celebração sem consumismo são alguns dos temas abordados com os pequenos

Ouça o áudio:

Diferenças entre as celebrações do Natal se baseiam na cultura e tradições religiosas - Ricky Bautista/Unsplash
Para algumas famílias data especial pelo retorno dos encontros após de dois anos de quarentena

Chegou àquela época do ano especial em que muitas famílias se reúnem para celebrar juntas o Natal, principal festa do cristianismo. Correria pela casa, brincadeira com os primos, comida gostosa, gestos de solidariedade e a espera pelo Papai Noel são alguns dos momentos mais aguardados pelos ouvintes mirins da edição de hoje (22) do Radinho BdF.

O Natal é celebrado em 25 de dezembro, data símbolo do nascimento do menino Jesus para as religiões cristãs. A tradição diz que ele nasceu em Belém, em um estábulo, enquanto seus pais fugiam de uma perseguição política. Naquela noite, uma estrela resplandeceu no céu para avisar que o salvador dos povos havia nascido ali. É por isso que algumas famílias comem a ceia de Natal na meia-noite do dia 24 para o dia 25.

Para algumas crianças o Natal deste ano será ainda mais legal, já que muitas famílias devem voltar a se reunir depois de terem ficado quase dois anos em quarentena por causa da pandemia do coronavirus. Apesar disso, é importante ter em mente que as crianças menores de 12 anos ainda não estão vacinadas e que por isso é necessário manter medidas de precaução à covid-19, em especial o uso de máscara e de álcool em gel e a opção por encontros em lugares arejados.

Papai Noel

Outra figura icônica do Natal é o Papai Noel, esperado por muitas crianças. Diz a tradição que ele é um senhor de barba que oferece presentes para crianças que fizeram boas ações durante o ano.

Mas, mais que presentes, o Papai Noel é um exemplo do chamado espírito natalino, um sentimento que incentiva as pessoas refletirem sobre o que fizeram durante o ano e a adotarem uma maneira mais gentil e solidária de lidar com o próximo.

Natal sem consumo

Apesar da tradição de dar presentes no Natal – iniciada em homenagem aos três Reis Magos, que cruzaram o deserto para levar presentes ao menino Jesus – o consumo exacerbado pode e deve ser evitado nesta data comemorativa.

O Radinho BdF foi ouvir especialistas para ter ideias de como manter as tradições sem incentivar o hiper consumo. Presentear com algo que você não use mais ou fazer seus presentes de Natal é uma das opções mais divertidas.

História, brincadeira e música

A Vitrolinha BdF chega em ritmo de Natal para embalar adultos e crianças na celebração da festa. “Jingle Bell Rock”, de Bobby Helms, “Feliz Natal”, dos Badulaques, e “Lá vem Papai Noel”, do Palavra Cantada, fazem parte da playlist.

Na história do dia, as crianças participam do Natal do cãozinho Lurigio e da sua melhor amiga, Zara, uma limpadora e estrelas. Para encerrar, elas aprendem uma ótima brincadeira para animar a reunião da criançada na noite de Natal e ainda incentivar a cooperação e a solidariedade.


Toda quarta-feira, uma nova edição do programa estará disponível nas plataformas digitais. / Brasil de Fato / Campanha Radinho BdF

Sintonize

O programa Radinho BdF vai ao ar às quartas-feiras, das 9h às 9h30, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. A edição também é transmitida na Rádio Brasil de Fato, às 9h, que pode ser ouvida no site do BdF.

Em diferentes dias e horários, o programa também é transmitido na Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), e na Rádio Terra HD 95,3 FM.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o Radinho BdF de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Sarah Fernandes