cultura

Já ouviu falar da Periferia Brasileira de Letras? Conheça a iniciativa no Programa Bem Viver

Projeto faz contraponto à Acadêmia Brasileira de Letras e quer dar visibilidade aos autores periféricos

Ouça o áudio:

Periferia Brasileira de Letras atua para garantir que atua para garantir políticas públicas de cultura chegam às margens das grandes cidades - Divulgação/Periferia Brasileira de Letras
Projeto oferece formação em políticas públicas para coletivos literários

Certamente você já ouviu falar da Academia Brasileira de Letras, um grupo criado pelo escritor Machado de Assis, há mais de 100 anos, formado por autores de renome nacional. Porém, a edição de hoje (4) do Programa Bem Viver apresenta outra sociedade de escritores: a Periferia Brasileira de Letras.

O nome é uma referência a Academia porém o projeto foi criado justamente como um contra ponto a ela. Trata-se de uma rede de coletivos literários que busca colocar em evidência escritores das comunidades marginalizadas do país. Além de promover artistas periféricos, o projeto atua para garantir a chegada de políticas públicas nesses espaços.

Neste mês, em parceria com a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), a Periferia Brasileira de Letras passou a oferecer um curso de formação sobre políticas públicas, que está com inscrições abertas. Podem participar coletivos periféricos de todas as regiões do país.

Serão sete meses de encontros virtuais com profissionais preparados para qualificar ainda mais esses grupos. Além disso, cada representante dos coletivos selecionados receberá uma bolsa de estudos mensal no valor de R$ 1000.


Consideradas tecnologias simples e baratas, cisternas tendem a gerar benefícios para famílias e comunidades do semiárido / Divulgação MDS/Cáritas/Crateús (CE)

Agroecologia e cisternas

O Bem Viver leva o ouvinte para o semiárido brasileiro, para conhecer uma tecnologia simples, mas que permite que agricultores produzam alimentos e tenham renda: as cisternas. Esse mecanismo é capaz de armazenar água da chuva e de outros meios, garantindo autonomia para população.

O semiárido é caracterizado pelo clima quente e seco, com longos períodos de seca. A região apresenta o menor percentual de água reservada no país, próximo a 3%. É por isso que a cisterna faz tanta a diferença.

A reportagem da Rádio Brasil de Fato reuniu histórias de como esse equipamento tecnológico e social mudou a vida de famílias do semiárido. Outro debate abordado foram os efeitos da extinção de políticas públicas de construção de cisternas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

8 de Março

O começo do mês de março marca o início das mobilizações pelo Dia Internacional de Luta das Mulheres, celebrado no dia 8, o 8M. Movimentos populares e coletivos de todas as regiões do Brasil já estão preparando manifestações e atos pelos direitos das mulheres.

Mas como será que as crianças vivenciam situações de machismo? O que elas sabem sobre mulheres pioneiras que marcaram a história do Brasil? A reportagem da Rádio Brasil de Fato conversou com as pequenas para entender o que essa turma entende sobre o Dia Internacional das Mulheres e a importância dessa data.


Confira como ouvir e acompanhar o Programa Bem Viver / Brasil de Fato

Sintonize

O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo.

Em diferentes horários, de segunda a sexta-feira, o programa é transmitido na Rádio Super de Sorocaba (SP); Rádio Palermo (SP); Rádio Cantareira (SP); Rádio Interativa, de Senador Alexandre Costa (MA); Rádio Comunitária Malhada do Jatobá, de São João do Piauí (PI); Rádio Terra Livre (MST), de Abelardo Luz (SC); Rádio Timbira, de São Luís (MA); Rádio Terra Livre de Hulha Negra (RN), Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), Rádio Onda FM, de Novo Cruzeiro (MG), Rádio Pife, de Brasília (DF), Rádio Cidade, de João Pessoa (PB), Rádio Palermo (SP), Rádio Torres Cidade (RS) e Rádio Cantareira (SP).

A programação também fica disponível na Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas: Spotify, Google Podcasts, Itunes, Pocket Casts e Deezer.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Sarah Fernandes