cultura

Semana do Audiovisual Negro leva filmes, oficinas e música a cidades de Pernambuco

Evento gratuito tem início nesta terça-feira (5), a partir das 19h, no Teatro do Parque

Brasil de Fato | Recife (PE) |
Até o próximo dia 12, serão realizados debates, atividades de formação, exibições de filmes e apresentações musicais - PCR/ Andrea Rêgo Barros

Começa nesta terça-feira (5) a 3ª edição da Semana do Audiovisual Negro, evento cultural com programação gratuita em Pernambuco. Até o próximo dia 12, serão realizados debates, atividades de formação, exibições de filmes e apresentações musicais no cinema da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no Cinema São Luiz, no Teatro do Parque e Museu da Abolição, no Recife; no Centro Cultural Bongar, em Olinda; e no Cine São José, em Afogados da Ingazeira, Sertão do Pajeú. 

Leia também: Completando 30 anos, o movimento Manguebeat segue influenciando a cena musical pernambucana

Noprimeiro dia de evento, a partir das 19h, o MC Paje Ib, jovem negro do Ibura, sobe ao palco do Teatro do Parque. Após a apresentação, serão exibidos os filmes “Para Miguel”, de Victória Álvares e Mirtes Renata (PE), e “O Bem Virá”, de Uilma Queiroz (PE). Em seguida, as bandas Coco de Seu Zé Moleque e Coco Raízes do Coque encerram a abertura. Interessados devem chegar às 18h, portando carteira de identidade, comprovante de vacinação e máscara, para retirar o ingresso.

Pelos próximos sete dias, a programação vai incluir a mostra de curtas e longas-metragens produzidas no Norte, Nordeste e Sudeste do País, além de oficinas e debates sobre mercado, crítica e performance no audiovisual negro e indígena. O circuito completo pode ser conferido na conta do evento no Instagram.


Evento busca alcançar grupos sociais que têm acesso dificultado aos festivais audiovisuais que não fazem parte dos circuitos comerciais / Divulgação

A Semana do Audiovisual Negro é idealizada pelo cineasta Rafael Nascimento, com apoio e parceria do Cineclube Alma no Olho, Tarrafa Produtora, Maat Produções, Pajeú Filmes,  Coletivo Negritude do Audiovisual PE e Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro (APAN), e incentivo do Funcultura Audiovisual. A primeira edição foi em 2019, na inauguração do Cine UFPE, e a segunda aconteceu de forma online, em 2021. 

Segundo a organização, o evento tem em seu objetivo a disputa de narrativas e territórios. Com uma agenda descentralizada no estado e com alguns filmes com acessibilidade, a Semana do Audiovisual Negro busca alcançar grupos sociais que têm acesso dificultado aos festivais audiovisuais que não fazem parte dos circuitos comerciais. 

A festa de encerramento do evento está marcada para o sábado (9), às 22h, no baile de rap e brega Escama, que acontece no Kilombo Urbano, no bairro da Boa Vista, área central do Recife.
 

Fonte: BdF Pernambuco

Edição: Vanessa Gonzaga