saúde mental

De Nise da Silveira a Christian Dunker: saúde mental ganha destaque no Programa Bem Viver

Edição debate como psicanálise é caminho para debater neoliberalismo, democracia e ascensão da extrema-direita

Ouça o áudio:

Edson Ferreira é um dos artistas do Ateliê Livre do Nutrarte, em São Bernardo do Campo (SP), que alia arte ao atendimento de saúde mental - Nutrarte
Psicanalista Christian Dunker é convidado para entrevista exclusiva

A saúde mental, tema cada vez mas em voga na sociedade contemporânea, ganha destaque especial na edição de hoje (10) do Programa Bem Viver, que lança luz ao legado de especialistas que atuaram nesta área em diferentes momentos da história do país. Relações entre neoliberalismo e psiquiatria e o papel da arte terapia em tratamentos são alguns dos temas debatidos.

Quem inicia a conversa é o psicanalista Christian Dunker que, em entrevista exclusiva, fala sobre como a psicanálise é um caminhos para discutir democracia, neoliberalismo e ascensão da extrema-direita no Brasil e no mundo.

Dunker, que é professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), fala também sobre os impactos da exploração trabalhista na saúde mental.

Para fechar o debate, o Bem Viver apresenta iniciativas que usam arte como uma aliada no tratamento para reabilitação psicossocial.

O cuidado com a saúde mental por meio da arte é uma prática defendida pela psiquiatra brasileira Nise da Silveira, primeira a implantar práticas de atenção psicossocial no país e a defender a reforma psiquiátrica no Brasil.

Piso da enfermagem

Os enfermeiros, profissionais diretamente impactados pela pandemia de covid-19, seguem mobilizados pela aprovação de um novo piso salarial para a categoria. Na última semana, a lei que institui o piso foi aprovada pelo Congresso Nacional e aguarda sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Apesar de toda pressão popular, a categoria teme que o chefe do executivo possa colocar a mobilização a perder. Por isso, enfermeiros e parlamentares se articulam pelo financiamento da proposta e contra possíveis vetos do presidente.

Mês das mães

Aproveitando maio, conhecido como mês das mães, o Bem Viver fala sobre as 12 mil mulheres internas no sistema penitenciário do Brasil que passaram o Dia das Mães longe de seus filhos.

O país possui a 5ª maior população feminina em presídios no mundo, com casos marcantes de separação de famílias.


Confira como ouvir e acompanhar o Programa Bem Viver / Brasil de Fato

Sintonize

O programa Radinho BdF vai ao ar às quartas-feiras, das 9h às 9h30, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. A edição também é transmitida na Rádio Brasil de Fato, às 9h, que pode ser ouvida no site do BdF.

Em diferentes dias e horários, o programa também é transmitido na Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), e na Rádio Terra HD 95,3 FM.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o Radinho BdF de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Sarah Fernandes