direito trabalhista

No Dia Mundial da Enfermagem, Programa Bem Viver discute condições de trabalho da categoria

Enfermeiros conseguiram aprovar um novo piso salarial e seguem mobilizados para impedir vetos do presidente

Ouça o áudio:

No Brasil, são pelo menos 2,2 milhões de trabalhadores, entre auxiliares, técnicos e enfermeiros - AFP
Pandemia lançou luz aos desafios trabalhistas da categoria

Hoje (12), data em que se celebra o Dia Mundial da Enfermagem, o Programa Bem Viver debate a situação trabalhista da categoria. Após dois anos na linha de frente no combate à pandemia, a enfermagem consegui aprovar um novo piso salarial para os trabalhadores, porém a categoria segue mobilizada para conseguir a sanção do presidente Jair Bolsonaro, sem vetos a proposta.

Quem discute a situação é a presidenta da Federação Nacional da Enfermagem (FNE), Shirley Morales. Segunda ela, apesar de o reajuste salarial não ser uma reivindicação nova, a pandemia lançou luz aos problemas trabalhistas enfrentados pela categoria.

“Inicialmente, o grande problema era desfazer a fake news de que o piso da enfermagem ia quebrar o Brasil e os hospitais. Um estudo do Dieese mostrou que o impacto não era o que estava sendo veiculado pelo setor privado, filantropo e mesmo pelos municípios”, disse.

Mineração na Serra do Curral

A mobilização de movimentos populares para impedir atividades mineradoras na Serra do Curral, em Minas Gerais, sofreu uma derrota ontem: o Tribunal de Justiça do estado recusou um pedido do Ministério Público de barrar a mineração na região.

O debate gira em torno da empresa Tamisa, que se articula para iniciar a exploração de ferro na região. Na última semana ela obteve liberação ambiental para iniciar os trabalhos do Conselho Estadual de Política Ambiental.

O projeto está localizado em Nova Lima (MG), nas proximidades de Belo Horizonte. A Tamisa pretende instalar um complexo minerário de grande porte em um local com vegetação nativa de Mata Atlântica, classificada como área prioritária para conservação da biodiversidade especial.

Segundo o Ministério Público, as consequências da mineração de ferro no local serão graves e irreparáveis. O órgão vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Fóssil de dinossauro

Depois de dois anos de pesquisa, foi encontrado, no Nordeste brasileiro, o registro mais antigo de um dinossauro na região.

Ainda em 2019, pesquisadores descobriram uma vértebra de animal. Depois de muito estudo, concluíram que o fóssil pertencia a um dinossauro que habitou o planeta entre 145 e 208 milhões de anos atrás.

Trata-se do fóssil de um Dilofossauro, espécie que habitava a região.


Confira como ouvir e acompanhar o Programa Bem Viver / Brasil de Fato

Sintonize

O programa Radinho BdF vai ao ar às quartas-feiras, das 9h às 9h30, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. A edição também é transmitida na Rádio Brasil de Fato, às 9h, que pode ser ouvida no site do BdF.

Em diferentes dias e horários, o programa também é transmitido na Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), e na Rádio Terra HD 95,3 FM.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o Radinho BdF de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Sarah Fernandes