Solidariedade

Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) doa 8 toneladas de alimentos sem veneno

Ações do mutirão contra a fome na Bahia incluem alimentos produzidos por pequenos agricultores e gera renda na região

Brasil de Fato | Recife (PE) |

Ouça o áudio:

Alimentos são distribuídos em campanha contra a fome na Bahia - Voz Camponesa

A relação dos moradores de algumas comunidades da cidade baiana de Lençóis com a fome é antiga. Após a pandemia da covid-19, a situação piorou para quem já não tinha acesso a políticas públicas pela alimentação.

Continua após publicidade

Insatisfeitos com o descaso público e com a necessidade da vizinhança, produtores e produtoras de orgânicos do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), em parceria com a Associação de Produtores Rurais da Volta do Américo (Apruva) e o Fundo Nacional de Solidariedade e Paróquias, decidiram realizar ações para alimentar quem mais precisa.

Desde março deste ano, os mutirões contra a fome realizados pelo MPA doaram mais de 8 toneladas de alimentos orgânicos a 410 famílias na zona rural e urbana de Lençóis. Segundo André Santos, coordenador do movimento na Bahia, foram 4 mutirões contra a fome, cada um beneficiando 80 famílias. A cesta é composta por uma diversidade de produtos, como o aipim e seus derivados, farinha da mandioca, tapioca fresca e seca, e frutas.

No enfrentamento à fome, a solidariedade tem funcionado de duas maneiras. Primeiro, ela auxilia na geração de renda das famílias, uma vez que o MPA compra os alimentos na própria comunidade. Segundo, esses alimentos formam as cestas básicas que são doadas pelo movimento.

Leia: Movimento dos Pequenos Agricultores realiza mutirão contra a fome na Chapada Diamantina (BA)

De acordo com Maria Souza Neta, presidenta da Apruva, a iniciativa permitiu um aumento de renda das famílias. “A gente planta e já sabe pra onde a gente vai vender. Antes, a gente não sabia a quantidade que a gente tinha, e hoje a gente já planta sabendo que a gente já tem um ponto certo para vender, que é o MPA. A gente monta a cesta aqui na comunidade e leva para as famílias carentes”, explica Maria.

As ações em Lençóis fazem parte de uma campanha nacional para apoiar famílias em situação de insegurança alimentar e fome. Desde o início da pandemia da covid-19, em 2020, já foram doadas mais de 1.100 toneladas de alimentos em todo o país.

Leia: 26 anos de luta do Movimento dos Pequenos Agricultores é tema no programa Central do Brasil

Segundo André Santos, além da solidariedade, o projeto tem como objetivo chamar a atenção para os problemas da atual gestão do Brasil e “denunciar o momento que nós atravessamos no país, de acirramento da fome, da negação de políticas públicas fundamentais como a quase que extinção do Consea [Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional]. O próprio PAA, o Projeto de Aquisição de Alimentos está quase extinto”. Ele reforça, ainda, que é importante fortalecer o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Para doar e contribuir com os mutirões contra a fome acesse as redes sociais do MPA.

Fonte: BdF Pernambuco

Edição: Vanessa Gonzaga