Coluna

Candidaturas assinam cartas-compromisso de apoio à agroecologia, o Cerrado e seus povos

Imagem de perfil do Colunistaesd
O documento já foi assinado por mais de 450 candidatas e candidatos de 24 estados e do Distrito Federal - Articulação Nacional de Agroecologia
A Carta apresenta seis compromissos urgentes e reúne propostas concretas

 

Continua após publicidade

Candidaturas ao Legislativo e Executivo federais e estaduais estão aderindo às cartas-compromisso de apoio à agroecologia, apresentada pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), e em defesa do Cerrado e seus povos, lançada pela Campanha Nacional em Defesa do Cerrado. 

Continua após publicidade

A iniciativa da ANA é parte da campanha ‘Agroecologia nas Eleições 2022’, que busca promover o diálogo em torno da construção e do fortalecimento das políticas públicas de valorização da agricultura familiar camponesa, dos povos e comunidades tradicionais e da agroecologia. 

Continua após publicidade

Dezenas de candidaturas nos estados de GO, MT, MS, RO, AP, TO, MA, PI, BA, MG e no DF, onde há presença do bioma Cerrado, já aderiram à campanha. Em âmbito nacional, o documento já foi assinado por mais de 450 candidatas e candidatos de 24 estados e do Distrito Federa

Continua após publicidade

 

Organizadas em eixos temáticos, as demandas expressas na carta-compromisso da campanha ‘Agroecologia nas Eleições’ dialogam com iniciativas consolidadas ao longo dos 20 anos de existência da ANA, período em que se aprofundou a construção e fortalecimento do movimento agroecológico em todo o país. 

Os eixos se organizam entre cinco temas: Questões agrária e urbana e direitos territoriais; Enfrentamento da fome e promoção da soberania e segurança alimentar e nutricional; Ciência, educação e democratização da comunicação e da cultura; Participação democrática e controle social na construção de políticas públicas; e Promoção da igualdade de gênero e racial.

Para saber mais sobre a campanha Agroecologia nas Eleições e como as candidaturas podem subscrever a carta-compromisso, acesse https://agroecologia.org.br/agroecologia-nas-eleicoes/ 

Pelo Cerrado e seus povos

No início de setembro deste ano, a Campanha Nacional em Defesa do Cerrado lançou a carta-compromisso com o Cerrado e seus povos nas eleições, dirigida a candidatas e candidatos do âmbito legislativo e executivo do país em 2022.

 

O documento foi construído coletivamente a partir de uma coalizão de mais de 50 organizações da sociedade civil, movimentos sociais, representantes de comunidades tradicionais e povos indígenas do Cerrado. A Carta apresenta seis compromissos urgentes a serem assumidos por candidatas e candidatos e reúne propostas concretas para a defesa das vidas e dos territórios do Cerrado, incorporando as recomendações gerais para frear o ecocídio do Cerrado, documento complementar da ação de incidência política. Até a produção deste texto, cerca de 50 candidaturas já haviam assinado o documento.

“A ação é fruto de um esforço para levar ao debate político questões cruciais para reverter o processo em curso de ecocídio do Cerrado e genocídio de seus povos, que ficou evidenciado depois da sentença do Tribunal dos Povos do Cerrado”, explica Joice Bonfim, secretária executiva da Campanha. A Carta-compromisso pode ser assinada até dia 30 de setembro por qualquer candidato ou candidata ao pleito no âmbito legislativo e executivo, a nível estadual ou federal.

A candidata ou candidato que quiser assinar a carta-compromisso com o Cerrado e seus povos pode baixar o documento clicando no link abaixo: Carta-compromisso com o Cerrado e seus povos

*Rafael Oliveira é comunicador popular da Articulação Nacional de Agroecologia.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Brasil de Fato

 

Edição: Rodrigo Durão Coelho