ECONOMIA

Ceia de Natal: chefe de cozinha sugere opções para fugir dos preços altos

Farofa Brasileira, feita com frutas típicas da época, é um ótimo prato para celebrações de fim de ano

Belo Horizonte (MG) | Brasil de Fato MG |
Receita do chefe Anderson Biet tem manga grelhada na farofa - Foto: EBC

As festas de fim de ano já estão batendo na porta. Ou seja, já é hora de planejar a ceia em família. O Brasil de Fato MG foi atrás de um chefe de cozinha, que trabalha com ceias, e traz dicas para aliar sabor e economia neste Natal e Ano-Novo.

Continua após publicidade

A primeira dica é: fuja da carne vermelha. O conselho é do chefe de cozinha Anderson Gonçalves Biet, do buffet Biet Comida Personalizada, que vende ceias natalinas montadas pelo próprio cliente.

Continua após publicidade

“O que está bem puxado hoje é o preço da carne vermelha”, conta. O buffet Biet vem investindo na diversificação do modo de fazer a carne natalina, utilizando frango, carne de porco ou adicionando frutas.

Continua após publicidade

“O mais tradicional é o pernil assado. Após assar, a gente recheia com abacaxi, que não está tão caro, e coloca molho de ervas. Fica bem bacana”, detalha o chefe.

Continua após publicidade


Na foto, Anderson e Débora Biet, donos do buffet Biet Comida Personalizada / Imagem: Arquivo pessoal

Apesar de não ter tido um grande aumento neste ano, a carne bovina se tornou muito mais cara ao longo de 2019, saindo de R$ 26 e chegando a R$ 35 o quilo, segundo pesquisa do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e do Departamento Intersindical de Economia e Estatística (Dieese). Hoje, o quilo da carne bovina custa em média R$ 38.

Para substituir, entram o frango, a carne de porco ou opções vegetarianas.

Outra dica é investir no tutu de feijão para a ceia. Um quilo de feijão costuma render tutu para 20 a 25 pessoas, ressalta Anderson. “E é um prato típico mineiro. Nossos clientes gostam muito”, conta.

Aumento em toda a ceia de Natal

As pesquisas também não são boas para os demais produtos típicos da ceia. A comparação feita pelo site Mercado Mineiro e pelo aplicativo comOferta mostra a subida de preço em praticamente todos os alimentos, com destaque para o quilo da ameixa seca com caroço, que subiu 38%.

A dica primordial é comparar preços. Entre as frutas cristalizadas, por exemplo, a variação de preço para o mesmo produto foi de 232%. Como foi visto no quilo do pêssego nacional que estava a R$ 5,98 em um local e R$ 19,85 em outro.

:: Leia mais notícias do Brasil de Fato MG. Clique aqui ::

A ameixa novamente aparece entre as maiores variações. O quilo da ameixa importada variou 106%, de R$ 11,98 a R$ 24,70. Enquanto a ameixa nacional ficou com variação ainda maior, de 137%, custando R$ 7,98 em um estabelecimento e R$ 18,99 em outro.

É bom também ficar de olho no quilo da uva passas, que apresentou variação de preço de 85%, custando de R$ 21,60 a R$ 29,90.

Receita: Farofa com manga grelhada

A sugestão do chefe Anderson é investir em receitas que levem frutas mais baratas, como as que não são típicas de Natal. Para isso, ele deixa a receita da Farofa Brasileira que faz sucesso entre os seus clientes.

Confira:

Ingredientes

Farinha branca

Cebola picada

Alho socado

Bacon

Linguiça calabresa

Cúrcuma a gosto

Cenoura ralada

Banana da terra em pedaços

Abacaxi em pedaços

Uva passas

Manga em tiras

Como fazer: 1. Refogue a cebola e o alho. 2. Adicione o bacon e a calabresa para fritar. 3. Adicione a cúrcuma, a cenoura, a banana, o abacaxi e deixe dar uma dourada para harmonizar o tempero. 4. Adicione a farinha branca e a uva passas. 5. Grelhe a manga e uma frigideira e adicione no momento de servir.

:: Receba notícias de Minas Gerais no seu Whatsapp. Clique aqui ::

Fonte: BdF Minas Gerais

Edição: Larissa Costa