No atacado

MDA confirma o nome dos presidentes do Incra, Ceagesp e Conab

Ministério explica demora nas indicações: "especificidades de cada cargo e do tempo de análise dos órgãos competentes"

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

Incra será chefiado por César Aldrighi - Foto: Incra

O Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) anunciou, nesta segunda-feira (27), o nome dos presidentes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Continua após publicidade

Para o Incra, o governo confirmou o nome de César Aldrighi, que está à frente do órgão de forma interina desde janeiro. Ele é formado pela Universidade Federal de Pelotas, tem especialização em engenharia agrônoma e é servidor de carreira do Incra desde 2004. O engenheiro ainda foi secretário estadual de Agricultura e Abastecimento do governo do Rio Grande do Sul entre 2001 e 2002.

Ainda no Incra, Rose Rodrigues, professora universitária, advogada e assistente social, será a diretora de Desenvolvimento; Gustavo Souto de Noronha, diretor de Gestão Estratégica; João Pedro Gonçalves da Costa, diretor de Governança Fundiária, e Maria Rita Reis, Procuradora Federal Especializada.

Na Conab, já era público desde o início de janeiro que o deputado estadual Edegar Pretto (PT-RS), que disputou o governo do Rio Grande do Sul pelos petistas, assumiria a presidência da estatal. De acordo com o governo, a demora ocorreu "devido aos trâmites legais, em especial da lei das estatais, o processo de nomeação iniciou-se somente dia 24 de janeiro, quando entrou em vigor MP que reestruturou o governo federal e vinculou Companhia ao MDA".

A indicação de Edegar Pretto para assumir a Conab partiu do presidente Lula (PT) e se insere em um contexto de retomada de políticas públicas agrárias que ajudem a fortalecer a agricultura familiar. O segmento foi duramente afetado pela agenda dos governos Temer (MDB) e Bolsonaro (PL), ambos com forte característica neoliberal e voltados prioritariamente para o grande agronegócio, ramo vinculado ao poder político da bancada ruralista, conhecida formalmente como Frente Parlamentar Agropecuária (FPA).

Na Ceagesp, o MDA confirmou o nome de Jamil Yatim como diretor-presidente. O presidente da estatal é ligado ao PT de Jundiaí e já ocupou o cargo de diretor financeiro da Ceagesp no governo Dilma. Hamilton Ribeiro Mota, será diretor Administrativo e Financeiro do entreposto e José Lourenço Pechtoll, diretor Técnico Operacional, todos em processo de nomeação.

Edição: Nicolau Soares