Expansão

Prefeitura do Rio anuncia que cidade terá mil quilômetros de ciclovias até 2033

Outra meta é conectar 100% das estações de BRT, VLT, barcas, trens e metrô à rede cicloviária até o ano que vem

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |
O objetivo é estimular cada vez mais o uso da bicicleta como modo de transporte - Divulgação

Um plano de expansão das ciclovias da cidade do Rio de Janeiro foi apresentado nesta quinta-feira (9) pela Prefeitura do Rio, chamado de CicloRio. Em 10 anos, é estimado que a cidade ganhe 600 quilômetros de faixas exclusivas para bikes. Somadas aos 400 quilômetros de ciclovias já existentes, serão mil quilômetros para as bicicletas até 2033. 

Continua após publicidade

O objetivo é estimular cada vez mais o uso da bicicleta como modo de transporte, interligar toda a cidade e facilitar a conexão aos centros de bairros, a grandes equipamentos urbanos e à rede de transportes do município.

Leia também: No Rio, sistema de compartilhamento de bicicletas terá aumento de 45% no número de estações

Outra meta da prefeitura é conectar 100% das estações de transporte de média e alta capacidade - BRT, VLT, trem, metrô e barcas - à rede cicloviária até o fim de 2024.


Mapas feitos pela Prefeitura do Rio comparam rede cicloviária de hoje com meta a ser atingida até 2033 / Reprodução

Para desenvolver o projeto, entre os meses de abril e maio de 2022, a prefeitura realizou oficinas para discutir o CicloRio com moradores de todas as regiões da cidade. Numa enquete virtual, os participantes foram ouvidos sobre as principais necessidades das infraestruturas cicloviárias existentes nessas regiões e sobre os novos trechos propostos para cada área, a serem executados nos próximos anos. 

Cerca de 150 pessoas compareceram às oficinas e encontros presenciais. Também foi realizada oficina com entregadores que utilizam a bicicleta como instrumento de trabalho para coleta de percepções e sugestões de melhoria na rede cicloviária. A pesquisa virtual, realizada por meio da plataforma municipal Participa.Rio, contou com a contribuição de 2.782 pessoas.

Infraestrutura cicloviária

No auge da sua implantação, a rede cicloviária do Rio de Janeiro somou 457 km de infraestrutura. Em 2021, a cidade passou a ter como meta estratégica conectar as estações de transporte público com a malha cicloviária.

Em 2022, foram implantados 30 km de novas ciclofaixas e ciclorrotas, distribuídas pelas cinco áreas de planejamento da cidade, que conectam 55 estações. Foram contemplados os seguintes bairros: Barra da Tijuca, Benfica, Campo Grande, Cascadura, Catete, Centro, Cidade Nova, Engenho de Dentro, Flamengo, Gamboa, Glória, Inhaúma, Ipanema, Santo Cristo, São Conrado, São Cristóvão, Saúde e Vila Militar.

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Mariana Pitasse