Homenagem

Velha guarda da Portela se torna Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Rio de Janeiro

Decreto foi publicado prefeito do Rio, Eduardo Paes, no Diário Oficial do município nesta terça-feira (21)

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |
A escola, que é a maior campeã do carnaval carioca, com 22 títulos, completa 100 anos de existência em 2023 - Tânia Rego/ Agência Brasil

A velha guarda da Portela se tornou Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial da cidade do Rio de Janeiro. O decreto foi publicado prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), no Diário Oficial do município nesta terça-feira (21). A escola, que é a maior campeã do carnaval carioca, com 22 títulos, completa 100 anos de existência em 2023.

Continua após publicidade

Leia também: Na pandemia, jornais reproduziram fake news ditas por Bolsonaro nos títulos das notícias

A velha guarda já havia recebido o título de Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado do Rio de Janeiro em dezembro de 2021. O reconhecimento foi oficializado através da Lei n° 9.505, de autoria do deputado estadual Dionísio Lins (PP), que foi sancionada pelo governador Cláudio Castro (PL). 

No decreto divulgado nesta terça, o prefeito do Rio destaca "a necessidade de se reconhecer e contribuir com a preservação e perpetuação desses que são um dos principais atores responsáveis pelo tradicional carnaval carioca, pelo samba e pela cultura da Cidade do Rio de Janeiro".

Neste ano, a escola levou seu centenário para a Sapucaí, com o enredo "O azul que vem do infinito". A velha guarda, por sua vez, ganhou destaque no desfile numa das primeiras alas.

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Mariana Pitasse