Educação

Jornada Universitária pela Reforma Agrária completa 10 anos no RJ com ato no Armazém do Campo

Mesa de abertura vai discutir a natureza e alimentos saudáveis, a partir das 15h, na próxima terça-feira (25)

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |
O ato que marca a abertura do evento acontece nesta terça-feira (25), a partir das 15h, no Armazém do Campo RJ - Divulgação

A Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária Popular (JURA) completa 10 anos no Rio de Janeiro com uma vasta programação de atividades e debates. O ato que marca a abertura do evento acontece nesta terça-feira (25), a partir das 15h, no Armazém do Campo RJ.

Continua após publicidade

Com o tema "Reforma Agrária Popular: em defesa da natureza e alimentos saudáveis", a mesa de abertura terá como participantes Juliana Casemiro, do Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (FBSSAN), Fran Paula, da articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e Associação Brasileira de Agroecologia (ABA), e Eró Silva, da direção do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST/RJ).

Leia também: JURA: projeto que aproxima reforma agrária e universidades completa 10 anos

A jornada acontece entre os meses de abril e maio, a partir de parcerias do MST com universidades federais, estaduais, particulares e institutos de ensino por todo o Brasil. O objetivo é buscar visibilidade para ações de luta pela terra.

No Rio de Janeiro, a JURA é construída pelo MST em parceria com várias instituições de ensino, como a Universidade do Estado do Rio (Uerj), a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Universidade Federal do Rio (UFRJ), a Universidade Federal do Estado do Rio (Unirio), Universidade Federal Rural do Rio (UFRRJ), a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) e Institutos Federais.

Serviço

Abertura da JURA

Terça-feira (25), às 15h.

Armazém do Campo (Av. Mem de Sá, nº 135, Lapa, Rio).

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Mariana Pitasse