IGUALDADE

PL da equidade salarial exige transparência nos salários das empresas privadas

Ônus para quem descumprir a lei é maior para grandes empresas

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
Deputadas comemoram aprovação do PL que estabelece igualdade salarial entre mulheres e homens. - Arquivo Psol

Na última semana, a Câmara dos Deputados aprovou o texto do projeto de lei nº 1085/2023, que prevê equidade salarial entre homens e mulheres e punições aos empregadores que desrespeitarem a regra. A empresa que descumprir a lei terá de pagar multa equivalente a dez vezes o valor do novo salário devido.

Continua após publicidade

Apesar de sder uma demanda histórica, o tema provocou reação do bloco bolsonarista e conservador do Congresso. Os parlamentares afirmaram que o texto pode favorecer a redução de salário dos trabalhadores, numa espécie de retaliação dos empregadores.

Continua após publicidade

Para comentar os detalhes dessa nova lei, o Central do Brasil desta segunda-feira (08) recebeu Tainã Góis, advogada e conselheira de políticas de mulheres do município de São Paulo. 

Continua após publicidade

Para Tainã, o texto abrange outras desigualdades salariais, para além da de gênero. "Na verdade, o PL prevê igualdade salarial entre todos os marcadores sociais da diferença e mecanismos contra a desigualdade salarial, como na diferença racial, na diferença étnica e qualquer outro marcador da diferença."

Continua após publicidade

Apesar da desidratação do texto original do projeto enviado pelo poder Executivo ao Congresso, Tainã pontua que a aprovação do PL é positiva. "É uma imensa vitória, vai com certeza melhorar a condição das mulheres no mercado de trabalho. É uma lei que vai criar ônus maiores para empresas maiores, são grandes empresas que de certa maneira também respeitam algumas diretrizes internacionais, então é um pouco mentira que por conta do projeto vão deixar de contratar mulheres, porque esse projeto afeta grandes empresas mais que tudo."

Por fim, a advogada destacou o papel do projeto da transparência. "Se no poder público você tem que expor o salário dos trabalhadores, as empresas privadas agora também vão ter que ter esse dever de transparência e colocar esses dados publicamente. O que é uma grande vitória e a sociedade civil vai estar atenta também ao que a aplicação desta lei."

Assista agora ao programa completo:


E tem mais!

Meio ambiente 

A aprovação de uma medida provisória que muda as regras das concessões florestais acendeu um sinal de alerta no governo Lula. Ambientalistas temem que outras propostas do chamado pacote da destruição avancem sem serem debatidos com a sociedade.

Rússia 

Uma nova iniciativa de Moscou deve transformar o status jurídico das populações dos territórios do leste da Ucrânia anexados pela Rússia. Em novo decreto assinado pelo presidente russo, Vladimir Putin, quem não aderir à cidadania russa pode chegar a ser deportado para o seu país de origem.

Edição: Thalita Pires