NORDESTE

Bahia tem potencial de avançar na produção de alimentos agroecológicos com nova lei aprovada

A Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica foi proposta pelo Governo do Estado e aprovada em maio deste ano

Brasil de Fato | Recife (PE) |
Produção agroecológica e orgânica permite uma grande variedade de itens alimentares - Articulação Nacional de Agroecologia

A Assembleia Legislativa da Bahia aprovou em maio a Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica (PEAPO), visando promover o uso responsável dos recursos naturais por meio da produção orgânica, agroecológica e do extrativismo sustentável. Assista:

Continua após publicidade

Carlos Eduardo, engenheiro agrônomo e integrante do Núcleo Executivo da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), bem como coordenador geral do Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais (SASOP), explica de forma breve o conceito de agroecologia: "é uma forma de homens e mulheres agricultoras terem uma relação mais harmônica com a natureza. Você usa os elementos da natureza a seu favor. Então quando você produz um alimento, ele tende a ser um alimento que não tem contaminação, ele é um alimento limpo como a gente fala".

:: Agroecologia e produção orgânica avançam na Bahia com aprovação de política estadual ::

Diferente do agronegócio, que se caracteriza pelas grandes monoculturas, a produção agroecológica e orgânica permite uma grande variedade de itens alimentares.


20ª Festa da Colheita do Arroz Agroecológico Jorge 8 / Foto: Jorge Leão

Carlos destaca que a agroecologia está mais alinhada com a lógica camponesa de produção, como a agricultura familiar. "A agroecologia é muito mais identificada com a lógica camponesa de produção, que é a agricultura familiar, porque trabalha com uma diversidade de produtos, de plantas alimentares, medicinais, comerciais e essa diversidade só é viável, porque tem uma lógica de uso da mão de obra familiar em um espaço menor. Tem um grau de produtividade alta se comparado a grandes monoculturas", explica.

O engenheiro agrônomo também ressalta que a agroecologia não significa produzir em pequena escala, mencionando o exemplo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que possui cooperativas no Brasil que produzem arroz orgânico em larga escala.

:: Arroz orgânico do MST: agroecologia pode produzir em larga escala e contrapor agronegócio ::

Apesar da aprovação da lei que, a longo prazo, pode garantir a soberania e a segurança alimentar e nutricional da população, ainda há muito trabalho pela frente, como ressalta Carlos "A gente tem uma lei aprovada no papel, mas ela precisa ir pra prática para as prioridades do orçamento do governo e para as prioridades da ação programática do governo. Só assim ela vai realmente atingir o seu objetivo", finaliza.

Leia também: Licores com sabores da Caatinga deixam as festas do período junino mais saborosas no Semiárido

Fonte: BdF Pernambuco

Edição: Vanessa Gonzaga