CENTRAL DO BRASIL

Saiba o que é BDS, movimento que defende boicote e sanções a Israel

Iniciativa é reação não-violenta contra a situação dos palestinos, há décadas vivendo sob ocupação do governo israelense

Brasil de Fato| Recife(PE) |
Palestinos buscam sobreviventes após ataque israelense na Faixa de Gaza: enquanto nenhuma força militar apoiar os palestinos, domínio israelense deve prosseguir - Mohammed ABED / AFP - 9/10/2023

Em 2005, representantes da sociedade civil lançaram um movimento de Boicote, Desinvestimento e Sanções contra o governo de Israel. O foco da iniciativa era fragilizar economicamente o governo e constranger internacionalmente financiadores cúmplices da opressão exercida por Israel sobre os palestinos. 

O Central do Brasil desta quarta-feira(11) entrevistou Maren Mantovani, integrante do Movimento BDS (Boicote, Desinvestimento e Sanções) aqui no Brasil. Ela tratou sobre a origem do iniciativa, a aplicação de um apartheid no território palestino e as consequências dessa política israelense sobre o povo que vive em Gaza. 

"Esse sistema de opressão, de apartheid, de ocupação contra o povo palestino não poderia continuar, senão com a cumplicidade e conivência de todo resto do mundo. Se não tem apoio econômico, político e diplomático por parte dos estados, e evidentemente em primeiro lugar os Estados Unidos e Europa, mas também de outros estados do mundo, que compram as armas, outras tecnologias de apartheid. Se não tivéssemos esta cumplicidade, Israel não poderia continuar a matar crianças palestinas todos os dias", explicou. 

Leia mais: ::Movimento de favelas do RJ denuncia exportação de 'política da morte', após visita à Palestina::

O movimento tem como inspiração a luta contra o apartheid na África do Sul, extinto nos anos 1990. Na prática, o BDS sugere o boicote a produtos feitos em Israel e a instituições culturais e acadêmicas. O objetivo final é garantir igualdade jurídica entre palestinos e israelenses, o fim da ocupação de Israel e o direito de retorno dos refugiados palestinos. 

Maren comentou as semelhanças entre o antigo regime segregacionista sul-africano e o que é aplicado atualmente na palestina

"É muito parecido. Nos dois casos, é um projeto de colonos brancos, que rouba, retira as pessoas de suas terras e as submetem à violência para extrair riqueza", explicou. 
 

Continua após publicidade


Leia mais::Movimentos populares entregam ao governo brasileiro carta em solidariedade à Palestina::


A entrevista completa está disponível na edição desta quarta-feira(11) do Central do Brasil no canal do Brasil de Fato no YouTube

E tem mais! 

Violência no Rio de Janeiro

Ações desenvolvidas pelo governo do estado do Rio para combater violência no Complexo da Maré são ineficazes. Só no ano passado, 27 operações policiais foram realizadas no Complexo de Favelas da Maré, segundo a ONG Redes da Maré, mas os índices de criminalidade não caem. O estado do Rio de Janeiro tem desenvolvido ações para combater a violência, mas todas se mostram ineficazes, e quem acaba prejudicada é a população.

O programa Central do Brasil é uma produção do Brasil de Fato. Ele é exibido de segunda a sexta-feira, ao vivo, sempre às 13h, pela Rede TVT e por emissoras parceiras. 

Edição: Rodrigo Durão Coelho