contra genocídio

Ato em apoio ao povo palestino reúne cerca de 150 pessoas no centro de São Paulo

Entre quinta (19) e domingo (22), estão previstas manifestações em ao menos 11 cidades brasileiras

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
Manifestantes pediram "fim do genocídio dos palestinos" em ato nesta quinta (19), no Largo São Francisco, na região central de São Paulo - Igor Carvalho

Para manifestar solidariedade ao povo palestino, cerca de 150 pessoas se reuniram, na noite desta quinta-feira (19), no Largo São Francisco, na região central de São Paulo. 

Continua após publicidade

O ato foi chamado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), pela Federação Árabe Palestina do Brasil (Fepal) e pela União Nacional dos Estudantes (UNE).

:: Sob ataque de Israel, palestinos na Faixa de Gaza vivem com 6% do mínimo diário de água recomendado pela ONU ::

Entre os manifestantes estavam descendentes árabes, como Aya Abbas, que lamentou as imagens de crianças e mulheres palestinas mortas e feridas, que rodam o mundo. O número de mortos já passa de 5 mil, sendo 3.785 palestinos e 1.403 israelenses.

“É horrível. São cenas muito tristes, eu não consigo dormir, comer e nem ter uma vida normal sabendo que o povo palestino sofre com uma massacre cruel”, desabafou Abbas. 

:: Manifestações em apoio à Palestina são convocadas em ao menos 11 cidades no Brasil ::

Márcio Santos, da Direção Nacional do MST, lembrou que o movimento tem uma relação histórica com a Palestina. “Neste momento, é ainda mais fundamental produzirmos, em todo o mundo, atos em solidariedade à causa palestina por sobrevivência desse povo. Israel precisa ser pressionada, não importa o tamanho das manifestações, elas devem ocorrer em todo o mundo, para que os palestinos saibam que não estão sozinhos e que Israel saiba que não pode eliminar o povo palestino”, defendeu.

Representante da Fepal, Zaid Saif destacou a condição dos palestinos em Gaza. “Até agora, 150 escolas foram bombardeadas por Israel, 17 mil moradias foram destruídas. Essa guerra é contra quem? Contra o Hamas? Não é. É contra o palestino”, ressaltou.

Outros atos espalhados pelo Brasil

Entre quinta-feira (19) e domingo (22), estão previstas ao menos 12 manifestações em apoio ao povo palestino em 11 cidades brasileiras.

Também nesta quinta (19), protestos acontecem em Manaus (AM), na praça da Matriz; em Macapá (AP), na praça Veiga Cabral; em São Luís (MA), no Terminal Praia Grande; em Recife (PE), no parque 13 de maio; e no Rio de Janeiro (RJ), na Cinelândia.  

Atos em apoio à Palestina

Quinta-feira (19) 

Manaus (AM) - 16h30 na praça da Matriz 

Macapá (AP) - 17h na praça Veiga Cabral 

São Luís (MA) - 9h no Terminal Praia Grande 

Recife (PE) - 17h no Parque 13 de maio 

Rio de Janeiro (RJ) - 17h na Cinelândia 

São Paulo (SP) - 18h no Largo São Francisco 

Sexta-feira (20) 

Brasília (DF) - 17h no Museu da República 

Campo Grande (MS) - 17h na esquina da Afonso Pena com 14 de julho 

Sábado (21) 

Maringá (PR) - 10h na praça da Prefeitura 

Foz do Iguaçu (PR) - 9h na praça da Paz 

Chapecó (SC) - 9h no Sindicato dos Bancários 

Domingo (22) 

São Paulo (SP) - 11h na praça Oswaldo Cruz 

Segunda-feira (23) 

São Paulo (SP) - 18h30 na Casa Luís Gama 

Edição: Rodrigo Chagas