Esperança

Resgate de 41 trabalhadores soterrados em túnel na Índia deve ser concluído ‘em breve’

Os trabalhadores estão soterrados desde 12 de novembro, quando um deslizamento de terras derrubou parte de um túnel

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
Equipes de resgate e autoridades se reúnem na entrada do túnel Silkyara durante uma operação de resgate de trabalhadores presos - Sajjad Hussan / AFP

Equipes de resgate indianas estão a cinco metros dos 41 trabalhadores soterrados há 17 dias no túnel rodoviário Silkyara que desmoronou em Uttarakhand, no norte da Índia. Em declaração à imprensa nesta terça-feira (28), o ministro-chefe de do Estado de Uttarakhand, Pushkar Singh Dham, afirmou que um tubo de aço com largura suficiente para a passagem dos trabalhadores foi introduzido até 52 metros dentro do túnel para perfurar os escombros, que estão a 57 metros. “A operação de salvamento deverá ser concluída em breve”, declarou o ministro.

Continua após publicidade

Os trabalhadores estão presos no local desde 12 de novembro, quando um deslizamento de terras derrubou parte do túnel de 4,5 quilômetros em construção a cerca de 200 metros da entrada. Os trabalhadores estão sendo mantidos vivos por meio de refeições e oxigênio enviados por meio de tubos separados. Após sobreviver com alimentos secos enviados por um tubo estreito nos primeiros dias, os trabalhadores começaram a receber refeições quentes no início da última semana, por meio de um tubo de 15,24 centímetros de diâmetro colocado pelas autoridades de Uttarakhand.

Familiares fazem vigília

Familiares dos trabalhadores soterrados reuniram-se perto do local ao anoitecer, e aguardam com ansiedade para ver seus entes queridos serem retirados do túnel. “Até a natureza parece alegre hoje… o tempo está bom. Esperemos que isso acabe logo”, disse à agência de notícias Press Trust of India Jaimal Singh, que aguarda para reencontrar seu irmão, Gabbar, que está sob os escombros.

* Com informações de Al Jazeera e Diário de Notícias

Edição: Leandro Melito