Reforma agrária

Feira Estadual do MST no Rio de Janeiro chega à 15ª edição

Evento acontece entre os dias 18 e 20 de dezembro e pretende comercializar 45 toneladas de alimentos

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |

Ouça o áudio:

Programação conta com a participação de assentados e acampados do Espírito Santo, de São Paulo e de Minas Gerais - Divulgação

Na próxima semana, entre segunda-feira (18) e quarta-feira (20), acontece a 15ª Edição da Feira Estadual da Reforma Agrária Cicero Guedes, no Largo da Carioca, centro do Rio de Janeiro. A atividade, organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), conta com a participação de assentados e acampados do Espírito Santo, de São Paulo e de Minas Gerais, além de cooperativas e agroindústrias com atuação nacional e a rede de lojas do Armazém do Campo.

Continua após publicidade

Leia também: MST envia mais 11 toneladas de alimentos para vítimas do massacre em Gaza

Continua após publicidade

Segundo os organizadores, a estimativa é que a população carioca tenha acesso a cerca de 45 toneladas de alimentos entre in natura e agroindustrializados. Este ano, o evento é realizado pela Escola Estadual de Formação e Capacitação à Reforma Agrária (ESESF) Bernardo Marins Gomes e patrocinado pela Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Solidário da cidade do Rio de Janeiro, previsto na Lei nº 5435/12, que institui a política pública de fomento à Economia Solidária no município.

Continua após publicidade

Em 2015, a Feira da Reforma Agrária foi declarada Patrimônio Imaterial da Cidade, por meio da Lei nº 5999/15, e inserida no calendário oficial do Rio de Janeiro pela Lei nº 1499/2015, sendo realizada no Largo da Carioca, todo o mês de dezembro.

Continua após publicidade

A dirigente nacional do MST, Eró Silva, explica que a Feira Cicero Guedes é uma das atividades mais esperadas pelas famílias acampadas e assentadas, assim como a população fluminense todos os anos. 

"Recebemos inúmeras mensagens nas redes sociais, o que mostra como a Feira é espaço de diálogo, de acesso a alimentos saudáveis, de falar da agroecologia, e de debater e ampliar o entendimento sobre a Reforma Agrária", conta.

Ela também ressalta que este ano a luta e resistência dos militantes do MST garantiu uma importante conquista para o movimento, diante dos ataques da CPI  no Congresso Nacional, que foi derrotada e encerrada sem relatório final. "O que demonstrou a capacidade que o MST tem de produzir alimentos e vida. E se estamos na cidade do Rio com alimentos, é porque terras ociosas deram espaços para as famílias produzirem esses alimentos saudáveis", pontua a dirigente. 

Confira a programação completa:

Segunda-feira (18)

10h - Cantoria com participação da Frente de Música João do Vale – MST 

11h – Diálogos da Terra - Oficina

12h - Atividade cultural 

17h - Ato de Abertura da Feira Estadual Cicero Guedes e celebração dos 40 anos do MST

19h - Atividade Cultural

Terça-feira (19)

10h - Lançamento do Fórum Ministério Público Federal 

12h - Atividade cultural

15h às 16h - Roda de conversa: "Comida de Verdade e Sem Veneno Direitos de Todos e Todas", com Karen Friedrich/Fiocruz e Juliana Casemiro/UERJ e FBSSAN

19h - Atividade cultural: Grupo Caramuela

Quarta-feira (20)

10h - Oficina de Reflexologia, com Marilza do setor de Saúde do MST/RJ

12h - Atividade cultural

14h - Roda de conversa “Campanha Permanente Contra LGBTIFOBIA no Campo”, com o Coletivo LGBTI Sem Terra – RJ

16h - Encerramento da Feira.

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Mariana Pitasse