ELEIÇÕES 2024

Bruno Meirinho lança pré-candidatura à prefeitura pelo PSOL de Curitiba

Advogado ligado às áreas de ocupação de Curitiba disputará prévias com a pré-candidatura de Andrea Caldas

Brasil de Fato | Curitiba (PR) |
Meirinho já disputou a prefeitura de Curitiba duas vezes, em 2008 e 2012 - Divulgação

O advogado Bruno Meirinho é o segundo dirigente que se apresenta para as prévias do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) à prefeitura de Curitiba. Seu nome foi lançado em evento na semana passada.

Continua após publicidade

Ligado à defesa de áreas de ocupação, atualmente funcionário do Tribunal de Contas do Paraná, Meirinho já foi o candidato do partido duas vezes. Na primeira, em 2008, com somente 26 anos, obteve 4464 votos (0,44%) e trouxe o mote, marcante no imaginário da militância à época, de combate contra ao mito da "cidade modelo" e "por uma cidade sem catracas".

Continua após publicidade

Já a segunda candidatura foi em 2012, em aliança com o Partido Comunista Brasileiro (PCB) e conseguiu 8.878 votos (0,91%).

Continua após publicidade

Integrante da direção nacional da corrente Revolução Socialista, Meirinho afirma ao Brasil De Fato Paraná que aposta no debate sobre as lutas populares em Curitiba, aliado a um programa chamado de ecossocialista.

Continua após publicidade

"Minha pré-candidatura tem dois propósitos: reforçar o programa do PSOL contra o mito da cidade modelo e defender a independência do partido em relação à velha política. 'Ecos de todos os cantos' é nossa chamada em defesa das causas da cidade popular. Pelo direito à cidade, uma agenda ecossocialista é casa vez mais urgente", afirma à reportagem do BDF PR.

Andrea Caldas

A ala majoritária do PSOL Curitiba já havia apresentado o nome da professora e militante da Educação, Andrea Caldas. Curitibana, conhecida professora na Universidade Federal do Paraná (UFPR) na área de Políticas Educacionais. Começou a carreira na educação pública em 1988, no magistério municipal de Curitiba, atuando posteriormente na rede estadual e, desde 1993, na UFPR.  

Debate até abril

Em dezembro de 2023, o Diretório Municipal do PSOL Curitiba aprovou candidatura própria à prefeitura e abriu indicação de nomes para o pleito. Na época, de acordo com assessoria de imprensa do partido, foi vetado apoio a uma eventual frente ampla encabeçada por Luciano Ducci (PSB).

Até abril, o PSOL deve confirmar o nome para disputa à prefeitura e apresentar uma chapa de vereadores. Embora haja uma tendência forte em torno do nome de Caldas, devido ao apoio da corrente Movimento de Esquerda Socialista (MES) que conforma maioria no diretório municipal.

Fonte: BdF Paraná

Edição: Lia Bianchini