Perseguição

Juristas lançam livro que contesta sentença de Lula

Publicação com análises de mais de 100 especialistas será lançada na próxima sexta-feira (11), no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

,

Ouça a matéria:

Lançamento deve contar com a presença dos ex presidentes Lula e Dilma / Divulgação

Na próxima sexta-feira, um livro com análises de 122 juristas brasileiros sobre a sentença do juiz Sergio Moro ao ex-presidente Lula será lançado na Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Na publicação "Comentários a uma sentença anunciada - o processo Lula", os especialistas apontam que houve arbitrariedades e equívocos jurídicos na condenação de Lula a nove anos e seis meses de prisão determinada por Sergio Moro no ultimo dia 12 de julho.

A professora da PUC do Rio de Janeiro, Gisele Cittadino, uma das organizadoras do livro, explica que a ideia surgiu depois que os juristas tiveram acesso à sentença e começaram espontaneamente a detalhar pontos que revelam o caráter político do texto e a parcialidade do juiz Sérgio Moro.

"Essa é a perseguição mais intolerável que uma sociedade democrática pode suportar. É quando o aparelho de estado recai sobre um ser único, um cidadão civil. O direito, a norma, a lei, a jurisprudência, a doutrina são inteiramente manipulados com o objetivo de dar um fundamento ou um verniz de legalidade a uma decisão judicial", aponta.

O lançamento está marcado para as cinco da tarde. Em seguida, está previsto um debate com a presença dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. Também farão parte da discussão alguns dos pesquisadores que contribuíram com as análises, entre eles, Carol Proner, Giselle Cittadino e Afrânio da Silva Jardim.O lançamento e o debate vão ser abertos ao público.

A Faculdade de Direito da UFRJ fica na rua Moncorvo Filho, número 8, no centro do Rio.

Edição: Raquel Júnia