Apoio

Relatos de viagem: estrelas ganham cor à medida que a caravana de Lula passa por MG

Coletivo Linhas do Horizonte atualiza o bordado de uma grande faixa que será entregue ao ex-presidente em BH

Brasil de Fato | Itaobim (MG)

,
Isa Godoy é uma das bordadeiras do coletivo Linhas do Horizonte / Rute Pina/BdF

Parou. Passou. Bordou. Esse é o lema e a rotina de Isa Godoy durante a Caravana Lula pelo Brasil em Minas Gerais. Integrante do coletivo Linhas do Horizonte, composto por cerca de 150 pessoas da capital mineira, Belo Horizonte, ela trouxe para a viagem uma faixa grande, bordada por mais de 50 mãos, com um mapa do estado gravado no pano e um pequeno ônibus de crochê, que vai passando por várias cidades. Cada uma delas é representada por uma estrela e ganha cor depois que a caravana passa.

Na tarde dessa terça-feira (25), Isa já tinha bordado Ipatinga, Periquito, Governador Valadares, Teófilo Otoni, Catuji, Padre Paraíso –  cidade que marca a entrada do Vale do Jequitinhonha e que saudou o ex-presidente com uma grande concentração de pessoas na beira da estrada –, e Ponto dos Volantes.

Além da vontade de presentear Lula com a faixa pronta, no último ato da caravana em Belo Horizonte, no dia 30, Isa quer lançar um desafio a ele, mas ainda não sabe como. "Queria que ele mesmo bordasse algumas estrelas, representando as cidades por onde passou", revela.

Lula já recebeu das mãos dela e de outras bordadeiras algumas faixas bordadas à mão. Uma delas foi uma homenagem à Marisa Letícia, outra decorou o Memorial da Democracia, na capital mineira.

"O Lula chama a gente de 'velhinhas bordadeiras'", diz Isa, rindo, e completa explicando que muitas mulheres jovens também se somam ao coletivo, assim como homens.

"A  gente vai para a rua, senta nos banquinhos, em qualquer lugar onde está havendo manifestação em favor e em defesa da justiça, da democracia e da soberania do país, e borda", conta Isa.

Nessa luta há mais de dois anos, o coletivo Linhas do Horizonte também realiza oficinas com movimentos populares e já bordou no Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) – que aconteceu no Rio de Janeiro, no início deste mês de outubro – e no Festival de Arte e Cultura da Reforma Agrária – promovido pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Belo Horizonte, também neste mês.

 

Foto: Ricardo Stuckert

A equipe do Brasil de Fato está acompanhando minuto a minuto a caravana de Lula em Minas Gerais.

* A cobertura da caravana "Lula pelo Brasil" é realizada por meio da parceria entre Brasil de Fato, Mídia Ninja e Jornalistas Livres

Edição: Vivian Neves Fernandes