Memória

Livro resgata oito momentos de resistência popular da história do Paraná  

Lançamento da obra será nesta quarta-feira (8), em Curitiba

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
A Revolta dos Posseiros, ocorrida no Sudoeste do Paraná na década de 1950, é um dos episódios apresentados na obra / Arquivo

As lutas dos povos indígenas e das comunidades negras, uma experiência anarquista, a Greve Geral de 1917, a Guerra do Contestado, a Revolta dos Posseiros, a Guerrilha de Porecatu, as mobilizações pela redemocratização, a organização das comunidades tradicionais. São várias as experiências de resistência e organização populares do Paraná, cruciais para a história do estado - no entanto, desconhecidas pela maioria dos paranaenses. 

Oito destes grandes momentos estão reunidos no livro "Lutas populares do Paraná", que será lançado nesta quarta-feira (8), às 19h, no Sindicato dos Engenheiros (Senge-PR), em Curitiba. A obra é organizada pelo Centro de Formação Milton Santos-Lorenzo Milani, com apoio do Instituto de Pesquisa, Direitos e Movimentos Sociais (IPDMS).  

O objetivo da publicação é suprir a carência de referências populares de resistência presentes na trajetória do estado, conforme explicam os organizadores, no texto de apresentação do livro: "[…] a chamada “história oficial” coloca na invisibilidade o protagonismo dos grupos e organizações populares, suas lutas e revoltas. Tem-se, assim, um verdadeiro enquadramento da memória". 


"Se os “dominadores” procuram apresentar um discurso bem articulado, que camufla as contradições sociais, por sua vez, os “dominados”, mesmo reprimidos, procuram se opor à “memória oficial”, principalmente em momentos de crise", garantem os organizadores


Este desejo de resgate e valorização da história "dos de baixo" impulsionou o Centro de Formação a realizar um curso, em 2015, que deu as bases para a organização do livro. Os assessores do curso – professores, estudiosos e militantes - estão entre os oito autores de artigos da publicação. 

Os organizadores do livro integram entidades que compõem o Centro Santos Milani:  Ana Inês Souza e Ricardo Prestes Pazello, do Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo (Cefuria), e Jonas Jorge da Silva, do Centro de Promoção dos Agentes de Transformação (CEPAT). 

A publicação será vendida por R$ 20, revertidos para o pagamento dos custos de impressão e para a continuidade das ações de formação do Centro Santos Milani. 

Para ficar por dentro:

Quando:
Dia 8 de novembro, quarta-feira, às 19 horas

Onde: Sindicato dos Engenheiros (SENGE-PR), na Rua Marechal Deodoro, 630, 22º andar, Centro, Curitiba.



 

Edição: Franciele Petry Schramm