Pai de santo entrega a Lula imagem de Xangô, orixá da Justiça

Nesta segunda-feira (2), ex-presidente recebeu visita de representante da umbanda

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Antônio Caetano de Paula Junior em frente à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba / Foto: Joka Madruga/ APT

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu, nesta segunda-feira (2), a visita do pai de santo Antônio Caetano de Paula Junior na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba.

O pré-candidato do PT à Presidência da República, líder das pesquisas de intenção de voto, está sendo mantido preso há 86 dias. 

Na saída da visita, Junior disse que Lula representa o povo que resiste diariamente às adversidades: "talvez hoje essa grande voz que lidera toda essa população, de todos os meus ancestrais, tenha voz no presidente Lula”.

O pai de santo contou ainda que, na preparação da visita, os médiuns de seu terreiro receberam mensagens de entidades que diziam que é preciso dar voz àqueles que não tem voz.

Ainda na preparação, foi recebida a ordem de que a imagem de Xangô, orixá que representa a Justiça, fosse trazida para o ex-presidente.

“Foi um momento muito bonito, muito caro, onde ele pegou a imagem, abraçou e falou que, para ele, sempre foi muito importante dar voz a todas as vozes, que quem cala uma, acaba por calar todas”, relatou.

Junior disse também que, no atual momento histórico, não se pode dar lugar ao ódio e perder a esperança que a fé traz. E, para o pai de santo, visitar Lula é trazer consigo a esperança de um povo que não para de lutar.

"A fé da matriz africana é uma fé da resistência”, pontuou. “Essa é a imagem que a gente pode tirar, de um homem que vai resistir”.

Edição: Diego Sartorato