Artes Plásticas

Em Curitiba, exposição celebra os 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil

Tomie Ohtake – Vultos, fissuras e clareiras –aborda as três principais frentes de trabalho da artista brasileira

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Exposição "Tomie Ohtake em Curitiba" celebra os 110 anos da Imigração Japonesa / Divulgação

A exposição Tomie Ohtake – Vultos, fissuras e clareiras – está em Curitiba, tem entrada franca e fica em cartaz até o dia 30 de setembro. A mostra celebra os 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil e aborda as três principais frentes de trabalho da artista considerada a “dama das artes plásticas brasileira”. 

De acordo com a curadora Carolina de Angelis, o público vai poder conferir uma pequena amostra da produção da artista nipo-brasileira. “É uma breve amostra, porque, como sabemos, dos 101 anos de vida da Tomie, sessenta deles ela estava produzindo. Foi uma artista que começou com a pintura e foi alargando o seu trabalho para a gravura, para as esculturas, até chegar às esculturas em grande escala, como as obras públicas”, explica.

Serviço: Exposição Tomie Ohtake em Curitiba – Vultos, fissuras e clareiras 

Local: Memorial de Curitiba – Salão Paranaguá (1º andar) – Rua Claudino dos Santos, 79 

Visitação: 9h às 12h e 13h às 18h (3ª a 6ª feira) e 9h às 15h (sábado, domingo e feriados) 

Entrada franca 

Edição: Laís Melo