Eleições 2018

Bolsonaro anuncia decisão de evitar debates com adversários em campanha eleitoral

Em junho, candidato de extrema-direita já havia anunciado que não participaria por "estratégia de campanha"

O candidato do PSL "pipocou" e não vai comparecer ao debate da Jovem Pan, na segunda-feira, dia 27 / Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O candidato de extrema-direita ao Palácio do Planalto Jair Bolsonaro (PSL) seguirá sua campanha sem participar de debates com adversários. Ao portal UOL, o presidente do partido, Gustavo Bebianno, afirmou que o deputado federal só comparecerá caso haja alguma "exceção".  Com isso, o candidato já faltará ao debate organizado pela rádio Jovem Pan, em São Paulo, na próxima segunda-feira (27).

Em junho, Bolsonaro já havia anunciado que, por "estratégia de campanha", não participaria dos tradicionais debates televisionados entre os candidatos. Entretanto, logo depois mudou de ideia e disse que compareceria e que levaria "propostas factíveis".

Bebianno reclamou dos tempos concedidos a cada participante dos debates, sobretudo os da TV. "O sujeito ali tem que ser mágico para expor algum tipo de ideia em um minuto e pouquinho", disse. Até o momento, o candidato participou dos debates da Band e RedeTV!.

Na RedeTV!, Bolsonaro protagonizou o momento mais tenso do debate, com Marina Silva (Rede), que o criticou sobre declarações a respeito de direitos das mulheres.

O candidato está atrás de Lula nas pesquisa eleitorais. A última, divulgada nesta quarta-feira (22), pelo Datafolha, coloca o petista disparado com 39% das intenções de voto, enquanto o nome do PSL registra 19%.

Edição: Rede Brasil Atual