MOBILIZAÇÃO

Ação de combate a violência contra a mulher acontece em Petrolina

Ação realizada pela Residência de Medicina de Família e Comunidade e de estudantes de medicina da Univasf

Brasil de Fato | Petrolina (PE)

,
Disseminar informações para a comunidade sobre violência contra a mulher é a proposta da iniciativa / Divulgação

Na próxima quinta-feira (30), para discutir com homens e mulheres a importância do enfrentamento conjunto à Violência contra a Mulher. Ação realizada pela iniciativa da Residência de Medicina de Família e Comunidade e de estudantes de medicina da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). 

"A iniciativa surgiu, pois percebemos que o número de mulheres vítimas de violência que vem sendo atendidas na unidade de saúde tem aumentado a cada dia e, na grande maioria dos casos, as mulheres desconhecem os recursos que são oferecidos para ajudá-las juridicamente, socialmente e psicologicamente", explica o médico de família e comunidade, Wandson Padilha.

No último dia 23, na Unidade de Saúde da Família, a ação reuniu agentes comunitários de saúde, estudantes de enfermagem e medicina se reuniram para discutir formas de enfrentamento à violência doméstica no bairro.

Esse foi o primeiro momento de uma intervenção proposta para o bairro que garanta a disseminação de informações para a comunidade acerca das principais situações de violência contra a mulher e sobre como essas mulheres podem buscar apoio para proteção e cuidados nesses tipos de situação.

Integração Ensino e Serviço

A Univasf possui uma parceria com a Secretaria de Saúde que já dura 8 anos. Nela, anualmente são integrados à rede vários residentes médicos que compõe as equipes de saúde e contribuem com o fortalecimento da rede como um todo. Além dos médicos, vários estudantes dos mais variados estágios do curso se integram e também participam de atividades de atenção à saúde.

 

Edição: Catarina de Angola