Eleições 2018

Deputado estadual Prof. Lemos (PT) afirma priorizar educação e agricultura familiar

Em entrevista ao Brasil de Fato, Candidato fala sobre suas propostas na disputa de um novo mandato

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Seu ingresso na Casa Legislativa ocorreu em 2009, quando assumiu como suplente / Divulgação

Antes de ser professor, Lemos foi agricultor na região de Nova Aurora, Santa Lúcia e Capitão Leônidas Marques. Lemos integrou a pastoral da juventude rural, tornou-se líder estudantil, presidiu associação de agricultores e foi dirigente de associação de moradores. Ao ingressar na Educação, atuou como funcionário de escola e, posteriormente, como professor e diretor. No início dos anos 90, mudou-se com a família para Cascavel. Filiado a APP-Sindicato, tornou-se presidente do Núcleo Sindical da APP na região. Em seguida, foi eleito dirigente estadual da entidade e, por duas gestões, foi presidente da APP-Sindicato.  Seu ingresso na Casa Legislativa ocorreu em 2009, quando assumiu como suplente.

Brasil de Fato – Como fica a chapa de deputados estaduais do PT no Paraná? 

Professor Lemos – Temos 39 nomes na chapa que disputarão pelo nosso partido uma vaga para a Assembleia Legislativa. Nós elegemos, na eleição passada, três deputados estaduais, e agora queremos, no mínimo, dobrar esse número. 

Os governos Cida e Beto Richa mantiveram congelados salários de professores e outros servidores há anos, o que é possível fazer? 

Temos pressionado a atual governadora para que mude de posição e encaminhe novamente uma mensagem para Assembleia Legislativa para corrigir, pelo menos, a inflação dos 12 meses que antecedem a última data-base, igualando a reposição salarial que os demais poderes terão. Queremos que ela de fato cumpra o que está na Constituição. 

Quais são suas principais propostas como deputado estadual? 

Eu tenho trabalhado muito com a educação e com a agricultura familiar, são duas áreas em que a gente pôde apresentar mais projetos e que conhecemos mais. Nasci e cresci como agricultor familiar e sou professor há mais de 30 anos no Paraná. Então são duas áreas que a gente tem mais domínio e existem vários projetos que precisam ser aprovados. Por exemplo, na educação o projeto que trata do número máximo de alunos por sala de aula, o que está diretamente ligado à qualidade da aprendizagem. Queremos fazer também que o Plano Estadual de Educação, que aprovamos na Assembleia em 2014, saia do papel. E, para isso, tem de aumentar o financiamento para 35% das verbas do Estado. Na agricultura, queremos aprovar um projeto para instituir o marco regulatório da produção agroecológica e orgânica no Paraná. 

Edição: Laís Melo