Meio ambiente

Dia Nacional da Agroecologia homenageia agrônoma Ana Maria Primavesi

Celebrado em 3 de outubro, data entrou no calendário oficial em 2017, em referência à pioneira da agroecologia no Brasil

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Ana Maria Primavesi participou da II Feira Nacional da Reforma Agrária, em maio de 2017 / Foto: Júlia Dolce

O dia nacional da agroecologia, celebrado nesta quarta-feira (3), é uma homenagem ao nascimento da agrônoma Ana Maria Primavesi, uma das principais pesquisadoras do tema, e que completa 98 anos. A data foi instituída oficialmente em 2017 por meio da lei nº 13.565, que também estabelece que o poder público realize campanhas de informação sobre agroecologia e produção orgânica.

Ana Maria Primavesi foi pioneira na compreensão do solo como um organismo vivo. O conceito busca compreender as necessidades da terra e fornecer a ela o que de fato precisa, gerando um equilíbrio que afasta as pragas da plantação. Ela nasceu e cresceu na Áustria e veio ao Brasil na década em 1949, após sobreviver ao terror da Segunda Guerra Mundial.

Ela foi ainda professora da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde contribuiu para a organização do primeiro curso de pós-graduação em agricultura orgânica.

A autora é referência para o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) que aplica a agroecologia nos acampamentos e assentamentos da reforma agrária. Francisco Dal Chiavon, da coordenação nacional do MST, explica que a contribuição de Primavesi em relação ao estudo do solo parte do princípio que um solo adequado, aliado à produção agroecológica, permite alimentação saudável para toda a sociedade.

“Ela é nossa grande referência política e técnica na agroecologia e na construção que nos propomos a fazer. É impossível pensar agroecologia sem pensar nos trabalhos que Ana Primavesi fez em toda sua vida”, afirma.

Agroecologia no Brasil

A agroecologia é um sistema que integra a produção de alimentos saudáveis (sem uso de agrotóxicos), respeitando as relações com o meio ambiente e os trabalhadores do campo. Dal Chiavon explica que a técnica agroecológica pode ser aplicada em qualquer solo e conta que o MST possui experiências em todas as regiões do país.

“No Rio Grande do Sul, por exemplo, existe o cultivo de arroz irrigado com técnica agroecológica com produção em maior escala”, afirma se referindo a Cooperativa do MST que é a maior produtora de arroz orgânico da América Latina, com produção de mais de 25 mil toneladas de arroz no último ano.

Livros de Primavesi

Em comemoração ao aniversário de Primavesi, a editora Expressão Popular lançou uma promoção com frete grátis das obras da autora. A editora já lançou seis livros de Primavesi, o mais recente foi em maio deste ano. Intitulado A biocenose do solo na produção vegetal & Deficiências minerais em culturas - nutrição e produção vegetal, a obra é uma compilação de dois trabalhos anteriores de Ana e Arthur Primavesi com atualizações e revisão técnica do engenheiro agrônomo Odo Primavesi, filho do casal.

Os livros podem ser encontrados no site da Expressão Popular.

Edição: Diego Sartorato