Eleições 2018

“Vamos debater a formação de uma Frente ampla pela Democracia”, diz Dr Rosinha

No Paraná, PT aumentou número de deputados estaduais e manteve bancada federal

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Rosinha explicou que agora irão se reunir com o partido para debater as estratégias de campanha ao segundo turno / Henry Milleo

Em coletiva para a imprensa nesta segunda, 08, um dia após o resultado das eleições e a definição que haverá segundo turno, DR.Rosinha, candidato do PT que concorreu as eleições para governador, afirmou que será formada uma ampla frente pela democracia. Além dele, a candidata ao Senado, Miriam Gonçalves também falou com os jornalistas.

Rosinha explicou que agora irão se reunir com o partido para debater as estratégias de campanha ao segundo turno. “A ideia é nos unirmos junto com todos os que desejam a continuidade da democracia. Vamos em reunião nesta noite debater a formação de uma Frente Ampla pela Democracia.” Miriam afirmou que estarão novamente conversando com a população. “Fizemos o corpo a corpo com o eleitor, falando olhando nos olhos. Não temos medo das ruas, nosso lugar é dialogando com a população.”

Sobre o que acha que deve ser feito, Rosinha destacou que  é preciso mostrar a diferença entre Bolsonaro e Haddad. “ De um lado temos um candidato sem propostas que tem o discurso de ódio como muleta, e de outro, nós, que temos um projeto claro para o país. Governa-se um país com construção de escolas, defesa da escola pública, programas para saúde, infraestrutura. Nós temos, eles não.”

A falta de palanque para o candidato Fernando Haddad no Paraná, já que a eleição foi definida no primeiro turno, segundo Miriam, não será um problema. “Nosso palanque está nas ruas, em cada bairro e cidades.”

PT cresce no Paraná

Sobre o resultado em nível estadual, Rosinha disse que ficou satisfeito já que as pesquisas indicavam que ele tinha  5% e ao final terminou com cerca de 9%. "Para que aprendamos sobre não nos pautarmos tanto pelas pesquisas. Nossa campanha foi propositiva e , apesar de todo este clima de ódio que paira no país, eu sentia que a população estava recebendo bem a nossas propostas.” Rosinha é também presidente do PT Paraná e lembrou que o partido elegeu a maior bancada do País e no Paraná aumentou o número de deputados estaduais e federais. 

Já a candidata ao Senado, Miriam, alcançou 599.953 mil votos, ficando acima do ex governado Beto Richa que terminou com 3% dos votos dos eleitores paranaenses.

Os candidatos a deputado estadual pelo PT eleitos foramProfessor Lemos, Tadeu Veneri, Chioratto e Luciana Rafagnin. Para a bancada federal, Gleisi Hoffman foi a terceira mais votada de todo o Paraná. Além dela, foram eleitos Zeca Dirceu e Enio Verri.

 

Edição: Laís Melo