Lula livre

Roger Waters: "Lula está preso por acusações fabricadas pelas elites no Brasil"

Lendário músico e ativista de direitos humanos defendeu ex-presidente e lamentou vitória de Jair Bolsonaro nas eleições

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Roger Waters durante show no Maracanã, na turnê de 2018 no Brasil. / Mauro Pimentel | AFP

"Ameaçaram me mandar para a prisão no Brasil, porque eu me meti na campanha eleitoral] deles ao me unir ao movimento #EleNão". Foi o que disse o músico e ativista Roger Waters ao blog estadunidense Brooklyn Vegan, ao falar sobre protestos ou rejeições aos seus shows devido aos seus posicionamentos políticos, especialmente sobre sua militância a favor do movimento BDS.

Questionado sobre sua passagem recente pelo Brasil, Waters citou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: "Obviamente o único motivo pelo qual Lula está preso é porque ele teria ganhado as eleições de cabeça pra baixo e com as duas mãos amarradas nas costas. Se ele tivesse podido concorrer, mas ele não pôde, porque eles o prenderam sob acusações falsas de corrupção”, argumentou o músico.  

"No Ocidente, as pessoas simplesmente dizem: 'Bom, mais um político corrupto'. Não, não é isso. Ele não é um político corrupto; ele está preso graças a acusações fabricadas pelas elites no Brasil", defendeu Waters.

Ele lembrou ainda que a justiça proibiu-o de visitar o ex-presidente na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba (PR): "Eu quis visitar Lula, quando fomos para o sul, onde ele está preso, e o juiz local me negou essa oportunidade". Water também lamentou que o "fascista Bolsonaro" tenha sido eleito, "apesar da resistência a ele". 

 

 

Edição: Mauro Ramos