AMÉRICA LATINA

Maduro anuncia fechamento da fronteira entre Venezuela e Brasil; entenda

Declaração ocorre dois dias depois de governo brasileiro anunciar suposta operação de ajuda humanitária

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Decisão foi anunciada durante pronunciamento oficial na TV estatal venezuelana VTV / Foto: HispanTV

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta quinta-feira (21) o fechamento da fronteira terrestre entre o Brasil e a Venezuela. A decisão ocorre dois dias após o governo brasileiro comunicar que pretende realizar uma operação, em conjunto com os Estados Unidos, com o suposto objetivo de entregar donativos ao país vizinho.

“A partir das 20 horas de hoje, quinta-feira, 21 de fevereiro, fica fechada total e absolutamente, até novo aviso, a fronteira com o Brasil”, afirmou Maduro, durante comunicado oficial exibido pelo canal estatal VTV. 

Chavistas apontam que a suposta ajuda humanitária tem sido usada como estratégia do auto-proclamado presidente interino da Venezuela,  para desestabilizar o governo de Maduro. O objetivo seria pressionar para que as Forças Armadas do país desobedeçam as ordens do mandatário. Os militares, no entanto, reiteram seu apoio ao governo eleito. 



Ajuda humanitária

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou na última terça-feira (19) que o Brasil preste apoio logístico para que caminhões conduzidos por venezuelanos busquem suprimentos médicos e alimentos em Pacaraima, na divisa entre Venezuela e Roraima. Os donativos foram angariados por Brasil e Estados Unidos.

O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo, declarou que as Forças Armadas não participarão da ação. No entanto, uma fonte ligada à operação afirmou ao jornal O Globo que “o que os militares brasileiros estão fazendo é trabalhar na contrainteligência” para monitorar o governo Maduro. Disse ainda que o país “está preparado para tudo, inclusive para uma eventual ação militar”. 

O envolvimento do Brasil surpreendeu até a oposição venezuelana, já que o país possui a tradição diplomática de não interferir em outros Estados.



Maduro também anunciou que pretende fechar a fronteira com a Colômbia. O país, liderado pelo presidente Iván Duque, é o principal parceiro estratégico dos Estados Unidos na América Latina. 



“Estou avaliando um fechamento total da fronteira com a Colômbia. Quero que ela seja uma fronteira dinâmica e aberta, mas sem provocações, sem agressões, porque estou obrigado, como chefe de Estado, chefe de Governo e comandante-em-chefe da Força Armada Nacional Bolivariana a garantir a tranquilidade e a paz”, disse.

Após o pronunciamento do presidente venezuelano, o governador de Roraima, Antônio Denarium (PSL), afirmou que a fronteira entre os dois países já está fechada desde as 15 horas desta quinta.

Edição: Daniel Giovanaz