Após Trump

Rússia decreta a suspensão de tratado sobre armas nucleares com os EUA

Marco importante para o fim da Guerra Fria, tratado firmado em 1987 já havia sido suspenso pelos EUA em fevereiro

Putin (esquerda) e Trump durante Cúpula do G20 em novembro do ano passado em Buenos Aires, na Argentina
Putin (esquerda) e Trump durante Cúpula do G20 em novembro do ano passado em Buenos Aires, na Argentina - Foto: Saul Loeb/AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, assinou nessa segunda-feira (4) o decreto para a suspensão, pela Rússia, do tratado para o controle de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF) com os Estados Unidos (EUA).

No dia 2 de fevereiro, os EUA já haviam suspendido suas obrigações sob o tratado, alegando vulnerabilidade após acusar a Rússia pelo suposto desenvolvimento secreto de um sistema de mísseis que ameaçaria a segurança dos EUA e de seus aliados.

Por isso, Putin decidiu responder com a suspensão da parte da Rússia no tratado até que os Estados Unidos voltem a cumprir suas obrigações, além de exigir provas das acusações do presidente estadunidense, Donald Trump.

O INF foi estabelecido entre a Rússia e os EUA em 1987 e proíbe a posse, produção e teste de mísseis de cruzeiro com alcance de 450 a 5.600 quilômetros. O tratado foi fundamental do controle da proliferação de armas nucleares e é considerado um marco importante para o fim da Guerra Fria.

Edição: Opera Mundi