Contra Bolsonaro

Curitiba: Bolsonaro é recebido com protesto de milhares de pessoas no Centro Cívico

O presidente veio a Curitiba para inauguração do Centro de Inteligência de Segurança

Curitiba

,
Multidão protestou contra Bolsonaro na primeira visita do presidente à Curitiba / Giorgia Prates

No final da tarde desta sexta, 10, uma multidão se aglomerava em frente ao Palácio Iguaçu, no centro de Curitiba. Às 17h30 já eram mais de 2 mil pessoas com cartazes e gritos de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro, que chegou de helicóptero neste mesmo horário para cerimônia de inauguração do Centro de Inteligência de Segurança do Paraná. A grande maioria dos que protestavam eram estudantes e professores das universidades atingidas por cortes orçamentários na semana passada. 

Cartazes e faixas pintadas à mão traziam frases de protesto especialmente contra os ataques do governo Bolsonaro às universidades públicas. Bruno, estudante de Ciências Sociais na Universidade Federal do Paraná (UFPR), disse que sua presença era para mostrar força contra o presidente e sua política para a educação. “ Estaremos onde for porque se não a Universidade vai parar. ” Evaranis, estudante da Unila, de Foz de Iguaçu, veio especialmente para Curitiba protestar contra Bolsonaro. “Estou aqui lutando contra o desmonte da educação e universidade pública. ”

Mestranda em Química pela UFPR, a estudante de Pós-Graduação Iris disse que a indignação a levou vir ao protesto contra Bolsonaro. “Estou muito triste com tudo isso que está acontecendo, as coisas parecem que estão ficando inviáveis. Dentro dos laboratórios das universidades já estamos vendo dificuldades. Parece mesmo que este presidente não entende absolutamente o que está fazendo.” Irís contou que está indo para Alemanha fazer doutorado devido as atuais dificuldades no Brasil.

Bolsonaro deixou o Palácio como chegou, de helicóptero e sem falar com a imprensa. Gritos e vaias ao céu aumentaram quando o helicóptero sobrevoou. Ao final do protesto, estudantes e professores caminharam até a frente da Universidade Federal do Paraná, no centro da cidade, e dialogaram com a população que por ali passava chamando para o Ato Nacional em defesa da Educação,  que acontecerá dia 15 de maio.  

No outro lado da rua, cerca de 40 pessoas vestindo camiseta verde amarela foram dar seu apoio à primeira visita do presidente ao Paraná.

Edição: Redação