AMÉRICA DO NORTE

Nos Estados Unidos, Trump lança campanha à reeleição repetindo promessas de 2016

Cerimônia ocorreu na Flórida, estado chave para reeleição do atual mandatário; presidenciais ocorrem em novembro de 2020

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Com o slogan "Keep America great" (Mantenha a América grande), o republicano elogiou o crescimento da economia norte-americana / Foto: Mandel Ngan/AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançou oficialmente sua campanha para as eleições que ocorrem em 2020, na noite desta terça-feira (18). Durante a cerimônia, que aconteceu em Orlando, no estado da Flórida, o mandatário reiterou os principais temas de sua corrida em 2016. 

“Hoje estou diante de vocês para lançar oficialmente minha campanha para um segundo mandato como presidente dos Estados Unidos” disse Trump, em um discurso que durou cerca de 50 minutos. 

O mandatário prometeu continuar reprimindo imigrantes, um dos pontos altos de sua campanha em 2016. “Está vendo esta fila de gente esperando para entrar [na cerimônia]? As pessoas não gostam que passem na sua frente, e isso é o que está acontecendo com a imigração. Meus avós chegaram aqui fazendo toda a papelada”, disse.

A declaração ocorre um dia depois de Trump afirmar que o Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA começará a remover “milhões de estrangeiros ilegais” do país.

Com o slogan "Keep America great" (Mantenha a América grande) – semelhante ao slogan da última campanha "Make America great again" (Faça a América grande novamente), o republicano elogiou o crescimento da economia e criticou o que chamou de “esquerda radical” norte-americana.

Durante a declaração, o chefe de estado não poupou nenhum de seus principais oponentes, qualificando Joe Biden de “dorminhoco” e Bernie Sanders de “louco”. 

Curiosamente, a maior parte das críticas foi direcionada a Hillary Clinton, que foi derrotada na eleição de 2016 e não concorrerá no novo pleito. “Nossos opositores democratas radicais são movidos pelo ódio e a raiva. Querem destruir vocês e querem destruir nosso país tal como o conhecemos”, argumentou. 

Estavam presentes na cerimônia o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, a primeira-dama Melania Trump, o filho mais velho do mandatário, Donald Trump Jr, e a porta-voz da Casa Branca, Sara Sanders.

A escolha por lançar a campanha na Flórida não é aleatória. Conquistar a maioria dos votos no Estado é um dos ponto para vencer o pleito.

As próximas presidenciais do país irão ocorrer em 3 de novembro de 2020. 

Edição: Rodrigo Chagas