Gol contra

Discriminação nos esportes: casos de racismo aumentam no futebol inglês

Números representam 32% a mais de discriminação em comparação a 2018

Brasil de Fato | Natal (RN)

,
Um dos casos mais marcantes de racismo foi do jogador do Chelsea, Raheem Sterling / Adrian Dennis/AFP

Na última temporada, os casos de racismo no futebol inglês cresceram 43%. É o que aponta estudo divulgado pela organização "Kick it Out", que luta contra a discriminação. Em comparação com o último ano, o número de casos foi de 192 para 274. 

Somando todas formas de discriminação, o número cresceu 32%. A maior parte dos insultos foram feitos via redes sociais. Nos últimos sete anos, esse número tem crescido ano após ano. Em 2014, o número de casos registrados correspondia à metade do da atual temporada.

"Nós temos recebido muitos relatos de insultos como: 'volte para o lugar de onde você veio', o que nós não recebemos durante um tempo", afirmou o líder da organização, Roisin Wood, em entrevista à BBC Sport.

Edição: Marcos Barbosa