Cupuaçu: o cacau grande

Imagem de perfil do Podcast
Alimento é Saúde

Ouça o áudio:

O cupuaçu é uma fruta originária da Amazônia, muito conhecida por seu sabor exótico e marcante / Marcos Luiz Leal Maia/Embrapa
Da semente da fruta é possível fazer um produto parecido com chocolate

Além do açaí, qual outra fruta típica da região Norte você conhece? Apesar de vivermos em um mundo onde a informação chega até nós com apenas um clique, num piscar de olhos, é incrível como ainda sabemos tão pouco da cultura alimentar do nosso próprio país.

Bacuri, Araçá, Mangaba, Cajarana, são apenas alguns exemplos de alimentos muito consumidos em estados como o Pará, o Amazonas e o Amapá, mas que dificilmente são conhecidos por quem vive em outras regiões como o Sudeste e o Sul.

Entre essa diversidade de sabores e texturas está o cupuaçu, fruto do cupuaçuzeiro e que em tupi-guarani significa “cacau grande”. De gosto marcante e exótico, ele é muito versátil. A nutricionista Simone Armond explica que além da polpa, é possível aproveitar os benefícios da semente da fruta.

"Ela é utilizada para você extrair um produto similar ao chocolate, que hoje em dia foi patenteado pela Embrapa e que a gente chama cupulate, que é um chocolate que vem do cupuaçu."

Já a polpa é muito utilizada no preparo de deliciosas sobremesas, como mousses, bolos, pudins, sorvetes, geleias, sucos e até mesmo produtos de beleza, como explica Simone.

"Além de também ter uma quantidade grande de lipídios, por isso, ele é utilizado não só para a indústria alimentícia, como também para a indústria de cosméticos. Então, você faz a manteiga do cupuaçu, que é utilizada para xampus, cremes corporais."

Quando pensamos nos benefícios para a nossa saúde, podemos dizer que o cupuaçu é poderoso. A nutricionista fala de alguns dos principais nutrientes que ele carrega em sua polpa e que são ótimos aliados para um corpo mais saudável.

"É uma fruta que a gente encontra um teor grande de vitamina A, C e do complexo B, a gente tem a B1, a B2 e a B3. Além disso, ele tem alguns minerais como o cálcio, fósforo e selênio."

Simone lembra que esse último mineral é muito importante para o bom funcionamento da tireoide, protege o sistema circulatório e ajuda a evitar processos inflamatórios no corpo. Ela ressalta que não é fácil encontrar alimentos que sejam fonte de selênio para nosso organismo.

O cupuaçu também é rico em fibras, que ajuda na sensação de saciedade e tem um grande poder antioxidante e justamente por conta dessa característica, a fruta está fazendo sucesso em outros países, como explica a nutricionista.

"Então, o efeito dele é, por exemplo, comparado como se fosse da cafeína, mas ele não tem cafeína. Então, por isso, ele está sendo muito bem utilizado fora do Brasil, como suplemento alimentar, por que ele estimula o sistema imunológico também."

Infelizmente, quem mora fora da região norte não encontra o cupuaçu na sua forma in natura com muita facilidade. No Sudeste, por exemplo, é mais comum achar a polpa já embalada e congelada, mas que carrega os mesmos benefícios.

 

Edição: Tayguara Ribeiro