NA LUTA

Eleição do Sindicato de Transportes PB é suspensa por fraude da chapa da atual gestão

Eleições que iriam ocorrer no dia 02 de agosto só irão a pleito após julgamento definitivo do caso na justiça

Brasil de Fato | João Pessoa - PB

,
Mandato à frente do Sindicato é de cinco anos / Foto: Internet

A eleição do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Passageiros e Cargas no Estado da Paraíba foi suspensa pelo juiz do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), Humberto Halisson de Carvalho e Silva, em primeira instância, e a decisão mantida no Tribunal Superior do Trabalho porque, segundo integrantes da chapa 2, o atual candidato da chapa 1, Antônio de Pádua, é acusado de fraude na eleição de 2014. A eleição estava prevista para o dia 02 de agosto mas foi suspensa por determinação da instâncias de Justiça do Trabalho.

“Ele fraudou a eleição, daí aí o juiz de primeira instância, Doutor Humberto Alisson, determinou que a chapa é inelegível. Então a chapa 1 recorreu ao TST, onde foi mantida a suspensão e embargou toda a chapa por conta da eleição 2014. Então o juiz determinou que a eleição só poderia haver depois do julgamento no tribunal”, conta Antônio Nascimento, apoiador da chapa 2 e que concorreu com o Antônio de Pádua (atual chapa 1) na eleição de 2014. 

Chapa 2 - Chapa dos Trabalhadores. Foto: Divulgção

A chapa 2 - Chapa dos Trabalhadores é a oposição à atual e tem como candidato a presidente Claudemir Nascimento e o vice Ariosvaldo Júnior, na eleição que tem mandato de cinco anos. A chapa é composta por 24 pessoas, entre motoristas e cobradores, de várias empresas de transporte urbano e rodoviário do estado. “Estamos aí dando a cara para a mudança porque há 30 anos estamos com um ditador no sindicato. E essa Chapa está realmente lutando por melhorias e mudanças pelo transporte coletivo urbano e rodoviário. E agora, como está suspensa a eleição, esperamos o julgamento daqui para o início do mês que vem. E após esse julgamento vai ser marcada uma nova data para a eleição de 2019. Eu já espero que seja feita a justiça, porque é uma sentença que comprova fraude. E ele já foi julgado em primeira instância e foi comprovada fraude. E a gente espera que ele realmente se afaste, seja inelegível, e que seja punido pelo que fez, pelo que vem fazendo há anos, fraudando eleição", complementa Antônio Nascimento.

Chapa 2 - Chapa dos Trabalhadores. Foto: Divulgção

 

Edição: Cida Alves