MOBILIDADE URBANA

Justiça libera aumento no vale-transporte na capital paulista

Prefeitura da cidade diz que o gasto extra com a integração é responsabilidade dos empregadores

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

O especialista em transporte Sérgio Ejzenberg avalia que na prática, os trabalhadores das periferias da capital são os mais prejudicados
O especialista em transporte Sérgio Ejzenberg avalia que na prática, os trabalhadores das periferias da capital são os mais prejudicados - Johnny Meneses

Desde a última segunda-feira (19), a tarifa do vale-transporte passou de $4,30 para $4,57 na cidade de São Paulo. 

Além do aumento no valor, outra mudança diz respeito ao tempo de integração. A partir de agora, os usuários têm direito a apenas duas viagens em um período de três horas. Antes, eram permitidos quatro embarques em duas horas.

Sob a gestão de Bruno Covas (PSDB), a prefeitura da capital paulista conseguiu derrubar as liminares no STJ (Supremo Tribunal de Justiça), que impediam o aumento do vale-transporte.

A decisão foi tomada pelo presidente da Corte, o ministro João Otávio de Noronha, no dia 9 de agosto, mas entrou em vigor no último dia 19, segundo a SPTrans. 

A administração municipal justificou o aumento dizendo que  o gasto extra com a integração do vale-transporte cabe aos empregadores, não à prefeitura.

Edição: Michele Carvalho