vetado

Brasil não apresenta propostas e é excluído da cúpula do clima da ONU

Evento acontece em Nova York um dia antes da abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

A cúpula do clima foi convocada pelo secretário geral do ONU, Antonio Guterres / Drew Angerer/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP

A Organização das Nações Unidas (ONU) excluiu o Brasil da cúpula do clima que acontece na próxima segunda-feira (23), véspera da abertura da Assembleia Geral do organismo.

A informação é da jornalista Ana Carolina Amaral, do blog Ambiência. “O Brasil não apresentou nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima”, disse Luis Alfonso de Alba, da secretaria-geral da ONU.

A ONU pediu aos países que enviassem um plano para aumentar seus compromissos climáticos e fez a seleção de quem participará de acordo com os documentos recebidos.

Segundo ol blog, também devem ser vetados Estados Unidos, Arábia Saudita, Japão, Austrália e Coreia do Sul.

A lista final de discursos tem 63 países e deve ser divulgada ainda nesta quarta (18).

A cúpula foi convocada pelo secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, com o objetivo justamente de aumentar os compromissos dos país em relação às mudanças climáticas – já que as condições acordadas no Acordo de Paris, em 2015, não seriam mais suficientes para manter o aquecimento global em níveis considerados aceitáveis.

As metas devem ser revistas entre 2020 e 2023, mas episódios como o das queimadas na Amazônia levaram à antecipação do debate para a COP-25, que acontecerá em dezembro no Chile.

O Brasil sediaria a conferência, mas Jair Bolsonaro, antes mesmo de tomar posse, em novembro do ano passado., comunicou à ONU a desistência do país.

Edição: João Paulo Soares