A batalha invisível pela boa saúde

Imagem do logo do Podcast

Ouça o áudio:

Os prebióticos são encontrados em alimentos in natura como a cebola, frutas cítricas e a batata yacon
Os prebióticos são encontrados em alimentos in natura como a cebola, frutas cítricas e a batata yacon - Pixabay
Seres minúsculos povoam nosso intestino e nos garantem mais qualidade de vida

Todos os dias acontece uma grande batalha dentro do nosso intestino. Diferentes tipos de bactérias disputam entre si um espaço nesse importante órgão humano.

Mas, engana-se quem pensa que todos esses seres fazem mal a nossa saúde. Alguns estão lá, justamente, para proteger a nossa flora intestinal, os chamados probióticos, como explica a nutricionista Fabiane Akiko Yonohi. "Os probióticos são micro-organismos vivos, que a gente ingere, em uma quantidade adequada, que concede um benefício para a saúde da pessoa".

Para conseguir cumprir essa importante missão, essas bactérias "do bem" precisam ser alimentadas diariamente. No entanto, não é qualquer prato que as satisfazem. Existem ingredientes específicos que as enchem de energia para continuar a batalha.

Esses alimentos são os chamados prebióticos. Fabiane conta que algumas substâncias presente neles passam imunes durante o processo digestivo e conseguem chegar até nosso intestino. "Os prebióticos, eles são alimentos que não são digeridos no nosso estômago e chegam no nosso intestino íntegro, que vão alimentar essas bactérias, fazendo a colonização dessas bactérias no intestino", diz.

A nutricionista também fala que os prebióticos são encontrados apenas em alimentos naturais, que estão divididos em algumas classes. "Então, tem os carboidratos não digeridos, que são a cebola, o alho, tomate, a banana, principalmente a banana mais verde, cereais integrais, como a cevada, aveia. Tem a batata yacon, parece com inhame, mas ela tem um sabor mais adocicada, parecendo uma pera aguada", exemplifica.

Outra classe é a das cascas das frutas, principalmente das cítricas, como a laranja e o maracujá. Além disso, é possível encontrar os prebióticos na linhaça, no gergelim, na chicória, no alho, cebola, aspargos e alcachofra.

Diante dessa variedade alimentos, Fabiane chama atenção para a importância de manter uma dieta equilibrada, que priorize ingredientes in natura, fugindo dos chamados ultraprocessados.

"Se você consumir muitos carboidratos, açúcares, esses produtos industrializados, como os biscoitos, pães de farinha branca, frituras, fast-food, você alimenta as bactérias ruins. Então, haverá uma briga dentro do nosso intestino, entre as bactérias boas e as ruins, e se você não alimentar com alimentos de verdade, as bactérias ruins ganham essa batalha", explica.

As bactérias que nos ajudam a manter uma boa saúde são encontradas em iogurtes, leites fermentados, e também, em capsulas e pós, para diluir na água, produzidos pela indústria.

A nutricionista diz que o ideal é ingerir esses micro-organismos diariamente. "Mas, às vezes, pode ser que seja muito caro para alguns consumidores. Então, se você consumir pelo menos, uma vez por semana, os probióticos, ai você consegue sempre introduzir no seu organismo, essas bactérias boas".

No entanto, Fabiane faz um alerta para o cuidado de escolher iogurtes e leites fermentados mais naturais, como o kefir e a kombucha. Além disso, existem algumas marcas no mercado que tem uma composição melhor, sem muitos aditivos químicos. 

  


 


 

Edição: Guilherme Henrique