Informação

Começa hoje seminário que discute desafios da comunicação na administração pública

Evento ocorre em Salvador (BA) até sábado (30) e terá cobertura do Brasil de Fato

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Esta é a terceira edição do seminário, que também aconteceu em 2017 e em 2018 / Reprodução/Facebook Barão de Itararé

A capital baiana, Salvador, recebe nesta sexta-feira (29) e sábado (30) o seminário “Os desafios da comunicação nas administrações públicas”. Temas como os potenciais e as contradições das redes sociais, a comunicação pública brasileira, e a importância da cultura para o fortalecimento da cidadania serão discutidos em mesas de debate ao longo dos dois dias.

O evento, que está em sua terceira edição, é organizado pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé. Fundada em 2010, a entidade atua em defesa da democratização dos meios de comunicação e do fortalecimento da mídia alternativa no país.

Presidente do Barão de Itararé, Altamiro Borges explica que o propósito do encontro é evidenciar o papel estratégico da comunicação como instrumento de diálogo e transparência com a sociedade, além da necessidade de políticas públicas que estimulem rádios e TVs comunitárias no Brasil.

“O objetivo é refletir autocriticamente sobre como os governos do campo popular tratam a questão da comunicação. As experiências até hoje não tem sido lá muito positivas e mostraram certa subestimação do papel estratégico da comunicação nos dias atuais”, descreve Borges.

O jornalista afirma que o governo de Jair Bolsonaro coloca o direito à informação e a liberdade de expressão em um novo patamar de discussão, no qual a realização de debates – como do seminário – se tornam ainda mais relevantes.

“O governo Bolsonaro, diferente de governos democráticos que deveriam regular a mídia de forma democrática para garantir mais vozes e apresentar o contraditório, quer exatamente evitar a pluralidade. É o governo do partido da bala, do AI-5, do silêncio”, defende Borges, em referência aos constantes ataques públicos de Bolsonaro à imprensa hegemônica e alternativa.

:: Leia a matéria sobre os 99 ataques à imprensa do governo Bolsonaro, em dez meses de mandato ::

Os debates

A mesa de abertura do seminário conta com a participação de André Curvelo e Altamiro Borges.

Ainda na sexta (29), entram em debate as redes sociais e o fortalecimento da comunicação pública, com presenças como Nina Santos, pesquisadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital; Carlos Tiburcio, do conselho internacional do Fórum Social Mundial e Ana Cristina Cavalcante, presidenta da TV Ceará.

No sábado (30), o evento conta com debates sobre o papel estratégico da comunicação; sua a relação com a economia; e a função da cultura para a emancipação humana. Estarão presentes figuras como  Tereza Cruvinel – ex-presidenta da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) –, o jornalista Fernando Morais e a professora Ivana Bentes, diretora da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Confira a programação completa aqui.

As inscrições para o seminário estão encerradas. O Brasil de Fato acompanhará as discussões do evento e a cobertura completa estará disponível no site e na Rádio Brasil de Fato.

Edição: Julia Chequer