Críticas

Lula: Lava Jato depõe contra MPF, Polícia Federal e judiciário brasileiro

Durante evento de relançamento de livro, em São Paulo (SP), ex-presidente criticou também a gestão Bolsonaro

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

O petista lançou nova edição do livro "A Verdade Vencerá: o povo sabe por que me condenam" / Divulgação/Boitempo

O ex-presidente Lula disse que as formas de atuação da operação Lava Jato colocam em xeque o Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal (PF) e o judiciário brasileiro.

As afirmações foram feitas no mesmo dia em que o MPF anunciou que vai aprofundar as investigações sobre repasses financeiros que teriam sido realizados pelo grupo Oi/Telemar às empresas Gamecorp/Gol, de Fábio Luis Lula da Silva – filho de Lula. Nas palavras do ex-presidente, a operação está perdendo a confiabilidade e por isso apela para denúncias já arquivadas.

“Hoje a Lava Jato está caindo no descredito da opinião pública e, por isso, fez uma denúncia de um inquérito já arquivado.  A entrevista que deram cheirava a canalhice. Fico preocupado porque essa gente, agindo como está agindo, está jogando no descredito instituições que criamos ao longo da história desse país que precisam ser justas, que precisam ter credibilidade.”

O petista deu as declarações durante evento de relançamento do seu livro "A Verdade Vencerá: o povo sabe por que me condenam", em São Paulo (SP), nesta terça-feira (10).

"Gente do mal"

O ex-presidente fez duras críticas também ao governo de Jair Bolsonaro. Ele afirmou que a atual gestão está desconstruindo políticas de garantias de direitos.

“Eu tenho um compromisso de fé com o brasileiro: provar que esse país não pode ser governado pelo tipo de gente que está governando esse país. Essa gente que está aí, que eu considero gente do mal, não está para construir, está para destruir todos os sonhos que já construímos.”

Sem fazer relação direta com as eleições, o ex-presidente afirmou ainda que a partir de janeiro de 2020 estará de volta as ruas e mandou um recado aos adversários.

“O único jeito de eles se salvarem é serem honestos com o povo brasileiro e um dia quem sabe pedirem desculpas pelo que estão fazendo(…) a resposta para eles é a derrota.”

O livro

Em "A Verdade Vencerá: o povo sabe por que me condenam", Lula analisa sua vida política, os governos petistas, o golpe parlamentar contra a ex-presidente Dilma Rousseff e a Lava Jato – presentes na primeira edição – o livro agora traz também uma entrevista, realizada enquanto Lula estava preso.

Na conversa com os organizadores da obra ele analisa sua prisão, o governo Bolsonaro e sua ligação com o povo brasileiro. Lançada pela editora Boitempo, a edição mais recente da obra já está disponível para compra em livrarias e no site da editora.

Edição: Rodrigo Chagas