Coronavírus

Prefeitura de Curitiba descumpre seu próprio protocolo e mantém shoppings abertos

Na capital paranaense, números de casos aumentam e novas restrições passam a valer nesta semana

Brasil de Fato | Curitiba (PR) |
Shoppings de Curitiba
Mesmo com alerta para aumento de contaminações, prefeitura mantem abertura de shoppings enquanto fecha praças e parques - Giorgia Prates

Com o aumento do número de pessoas contaminadas pelo coronavírus em Curitiba, a Secretaria Municipal da Saúde declarou no último sábado (13) que a cidade passou de alerta amarelo nível 1 para o laranja nível 2, considerado um alerta médio, conforme metodologia estabelecida pelo Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social de Curitiba.  A mudança de nível incluiu restrições como o fechamento de bares, academias, igrejas, parques e praças.  Porém, a Prefeitura de Curitiba, contrariando o próprio protocolo divulgado recentemente, manteve shoppings abertos.

::Ansiedade, abuso de álcool, suicídios: pandemia agrava crise global de saúde mental::

Há cinco dias, a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba anunciou o novo método de monitoramento da evolução da transmissão do novo coronavírus.  No anúncio, foi explicado que a avaliação dos níveis de alerta se dariam por cores de bandeiras (amarela, laranja e vermelha) e foram elencadas as normativas e restrições para cada um deles. Como aparece no quadro abaixo apresentado pela Prefeitura, no alerta laranja, os shoppings deveriam ser fechados.


Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social de Curitiba / Prefeitura de Curitiba

Na coletiva de imprensa deste sábado, a Secretária Municipal da Saúde Márcia Huçulak informou que os shoppings continuam abertos, com fechamento apenas aos sábados e domingos. Questionada sobre porque a prefeitura estaria descumprindo suas próprias regras, ela respondeu que “estes estabelecimento estariam cumprindo corretamente os protocolos”. No entanto, parques e praças, que são locais ao ar livre, foram fechados, trazendo uma informação confusa para a população que acabou questionando as medidas nas redes sociais da prefeitura.

“Não vai adiantar nada com comércio e shoppings abertos e a população tendo que usar transporte público pra ir trabalhar”, disse uma curitibana na página do facebook da Prefeitura de Curitiba.

Outro comentário refletiu sobre a falta de clareza nas normas. É o resultado de ter medo de perder a reeleição. Abriram antes do tempo e agora agem como baratas tontas, abre, fecha, abre de novo, aumenta horário, diminui horário, libera atividades, fecha atividades e a população perdida”, criticou um internauta. 

::Para professor, isolamento social ainda é a melhor medida na pandemia::

Curitiba chegou a 1.777 casos confirmados de covid-19, com 78 óbitos. A ocupação dos leitos de UTI por pacientes do novo coronavírus chegou a 74%, a maior desde o início da pandemia. As novas restrições começam a valer a partir desta segunda-feira (15).

Fonte: BdF Paraná

Edição: Raquel Júnia e Gabriel Carriconde