Pernambuco

Ato se solidariza com vítimas da covid e denuncia ações de Bolsonaro em Petrolina

Atividade organizada por movimentos populares e sindicatos marcou a semana em que o Brasil chegou a 100 mil mortes

Brasil de Fato | Petrolina (PE) |
Os manifestantes colocaram 100 cruzes pretas no chão da Praça Maria Auxiliadora, onde fica a catedral da cidade - Danilo Souza Santos

Em Petrolina (PE), as mais de 100 mil vítimas da covid-19 no Brasil foram lembradas durante um ato simbólico realizado nesta terça-feira (11). Os manifestantes colocaram 100 cruzes pretas no chão da Praça Maria Auxiliadora, onde fica a catedral da cidade.

:: Mesmo com mais de 100 mil mortos, há uma sensação de que a pandemia está acabando? ::

Durante o ato os manifestantes também soltaram balões brancos e fizeram um minuto de silêncio em respeito a cada uma das vítimas. A atividade foi realizada por sindicatos ligados á Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), parlamentares e movimentos populares da região.

:: Sem isolamento, Brasil pode ultrapassar sete milhões de casos da covid em um mês ::

Além de lembrar as vítimas da doença, o ato também denunciou a negligência e falta de iniciativa do governo Bolsonaro, que em meio á pandemia, mantém o país sem ministro da saúde há mais de três meses. 

Em Petrolina, até o momento, 65 pessoas morreram vítima da covid-19. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, o município tem 3.514 casos confirmados da doença, com 1.903 curas clínicas.

Fonte: BdF Pernambuco

Edição: Monyse Ravena e Leandro Melito