RECONHECIMENTO

Campanha "Nós por nós contra o coronavírus" recebe medalha de direitos humanos

Iniciativa do Levante Popular da Juventude foi premiada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz, no Rio

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |

Ouça o áudio:

Campanha "Nós por Nós" ocorre em 18 estados do país - Foto: Levante Popular da Juventude

Na última semana, o Levante Popular da Juventude recebeu a Medalha Jorge Careli de Direitos Humanos pela iniciativa “Nós por nós contra o coronavírus”. A homenagem foi oferecida pelo Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc-SN) e reconheceu a atuação da campanha em 63 territórios, espalhados por18 estados, em todas as regiões do Brasil. 

A “Nós por nós” existe desde 2015 e, este ano, com a crise sanitária, social e econômica causada pelo novo coronavírus intensificou a sua linha de atuação com a arrecadação de alimentos e a realização de trabalho solidário. De acordo com Carlos Alberto, da coordenação nacional do Levante, a ação surgiu para ser a ponte entre quem quer e pode doar e quem precisa das doações.

“Esse reconhecimento vindo da Fiocruz, para nós, é gratificante. O Levante constrói o processo de solidariedade por entender que tem um compromisso da luta social envolvida neste momento, que é o compromisso da gente ajudar àqueles que estão sob vulnerabilidade”, conta Alberto. 

Construção coletiva

Na cidade do Rio de Janeiro, onde ocorreu a premiação, já foram arrecadadas 1.569 cestas básicas. Na comunidade do Cerro Corá, no bairro de Cosme Velho, zona sul do Rio de Janeiro, uma das áreas atendidas pela campanha, o movimento realiza um trabalho de integração da juventude da comunidade e de mobilização dos moradores. Durante a campanha, foi criada uma feira popular que se destacou como um importante ponto de apoio para a população local. 

“Reunimos cerca de 40 pessoas no morro, mantendo uma distância segura, e fizemos uma conversa apresentando a campanha e os movimentos que ajudam no processo. Depois, a cada três pessoas, foram pegando seus alimentos conforme as suas necessidades”, explica Janderson Dias, que integra o Levante.


Feira agroecológica do "Nós por nós" no morro Cerro Corá em julho deste ano / Foto: Levante Popular da Juventude

A campanha, que ocorre em 18 estados, se pauta principalmente pela solidariedade. Além disso, é feita uma análise territorial e das necessidade materiais e imateriais da população beneficiada pelas ações sociais. Para Thays Carvalho, coordenadora político-pedagógica da Escola Nacional Paulo Freire, espaço de formação política, técnica e cultural para a juventude e para classe trabalhadora em São Paulo, o Levante constrói uma “solidariedade ativa”, diferente das divulgadas pelas grandes empresas que privilegia o assistencialismo.

Leia mais: Campanha de solidariedade "Nós por Nós" organiza doações para favelas do Rio

“A nossa solidariedade é aquela que envolve as pessoas no processo. Elas se sentem parte da resolução do problema. É uma solidariedade ativa que convoca as pessoas, que dialoga com as suas necessidades, mobiliza formas de resolver essas necessidades, mas contando com a participação dessas pessoas”, explica Carvalho.

A campanha “Nós por nós contra o coronavírus” acontece em todo o país em parceria com outras organizações, como o Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a Consulta Popular, a Rede de Cursinhos Podemos Mais, o Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD) e diversas outras.

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Jaqueline Deister e Mariana Pitasse